A PHP Error was encountered

Severity: Warning

Message: Creating default object from empty value

Filename: models/publicacao_item.php

Line Number: 20

AVALIA??O DA ROTA??O NA ESCOLIOSE IDIOP?TICA DO ADOLESCENTE COM... » Isaúde
  Pesquisar Publicações Científicas  
  Especialidade: carregando especialidades...  Carregando...
Nome da revista:   Volume:   Número:
Acta Ortopédica Brasileira
0000-00-00 00:00:00

AVALIA??O DA ROTA??O NA ESCOLIOSE IDIOP?TICA DO ADOLESCENTE COM DERROTA??O DA HASTE

Descrição: ABSTRACT Objective: Adolescent idiopathic scoliosis (AIS) is characterized by rotational and lateral deformity of the spine. The measurement of vertebral rotation is important for prognosis and treatment. Our objective was to evaluate whether the Nash-Moe method can be used to measure axial deformity correction with surgical treatment using the rod derotation maneuver at both the apex and extremities of the deformity in patients with AIS. Methods: Rotation was assessed using the Nash and Moe criteria, on preoperative and postoperative radiographs. We also evaluated the severity on the coronal plane using the Cobb method, ratio of correction achieved, screw density, and number of vertebrae involved in the instrumentation. Results: The Cobb method correction average was 54.8%. When we disregarded vertebrae that presented preoperative Nash-Moe grade 0, the average measurable correction was 54.5% in the first non-instrumented vertebra above, 69.2% in the first instrumented vertebra, 32.2% in the apical vertebra, 36.8% in the last instrumented vertebra, and 30% in the first non-instrumented vertebra below. In our study, 32.14% of the patients presented a measurable correction in the apical vertebra. Conclusion: On the axial plane, correction can be satisfactorily evaluated using the Nash-Moe method. Level of Evidence VI. Case Series.RESUMO Objetivo: A escoliose idiop?tica do adolescente ? caracterizada por deformidade rotacional e lateral da coluna vertebral. A medi??o da rota??o vertebral ? importante para o progn?stico e tratamento. Nosso objetivo foi avaliar se o m?todo de Nash-Moe pode ser usado para medir a corre??o da deformidade axial com o tratamento cir?rgico usando a manobra de derota??o em ambos os ?pices e extremidades da deformidade em pacientes com EIA. M?todos: A rota??o foi avaliada usando os crit?rios de Nash e Moe em radiografias pr? e p?s-operat?rias. Tamb?m avaliamos a severidade no plano coronal pelo m?todo de Cobb, a raz?o de corre??o alcan?ada, a densidade do parafuso e o n?mero de v?rtebras envolvidas na instrumenta??o. Resultados: A corre??o do m?todo de Cobb foi de 54,8%. Quando desconsideramos v?rtebras que apresentavam grau 0 no pr?-operat?rio de Nash-Moe, encontramos, em m?dia, 54,5% de corre??o mensur?vel na primeira v?rtebra n?o instrumentada acima, 69,2% na primeira v?rtebra instrumentada, 32,2% na v?rtebra apical, 36,8% na ?ltima v?rtebra instrumentada e 30% na primeira v?rtebra n?o instrumentada abaixo. Em nosso estudo, --,--- dos pacientes apresentaram uma corre??o mensur?vel na v?rtebra apical. Conclus?o: No plano axial, a corre??o pode ser avaliada satisfatoriamente pelo m?todo de Nash-Moe. N?vel de Evid?ncia VI. S?rie de casos.

Volume: 0


Mais informações

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.