A PHP Error was encountered

Severity: Warning

Message: Creating default object from empty value

Filename: models/publicacao_item.php

Line Number: 20

Atividade angiogênica das flores da Calendula officinalis L. em ratos » Isaúde
  Pesquisar Publicações Científicas  
  Especialidade: carregando especialidades...  Carregando...
Nome da revista:   Volume:   Número:
Acta Cirurgica Brasileira
2011-01-24 20:52:01

Atividade angiogênica das flores da Calendula officinalis L. em ratos

Descrição: Purpose: In this work, angiogenic activity of Calendula officinalis L. (Asteraceae) ethanolic extract and dichloromethane and hexanic fractions were evaluated, considering medicinal properties, especially healing activity, are attributed to this plant. Methods: Models using 36 rats and 90 embryonated eggs were used to evaluate healing and angiogenic activities of extracts and fractions of the plant, through the induction of skin wounds and the chorioallantoic membrane, respectively. The effect of vascular proliferation was also tested from the study to verify the intensity of expression of vascular endothelial growth factor (VEGF) in cutaneous wounds in rats. Results: The angiogenic activity of the extract and the fractions was evidenced in both experimental models. It was verified that this effect is not directly related to the expression of VEGF and it could be associated to other pro-angiogenic factors. Conclusion: The healing activity referred to C. officinalis is related, among other factors, to its positive effect on angiogenesis, characterized by the induction of neovascularization.Objetivo: Neste trabalho a atividade sobre a angiogênese do extrato etanólico (EEC) e das frações diclorometano e hexânica das flores de Calendula officinalis L. (Asteraceae) cultivada no Brasil foram avaliados, visto que propriedades medicinais têm sido atribuídas às flores da planta, destacando-se a atividade cicatrizante. Métodos: Modelos utilizando 36 ratos e 90 ovos embrionados foram usados para avaliar as atividades cicatrizante e angiogênica dos extratos e frações da planta, por meio da indução de feridas cutâneas e da membrana corioalantóide, respectivamente. O efeito proliferativo vascular foi também testado a partir do estudo imunoistoquímico, realizado para verificar a intensidade da expressão do fator de crescimento endotelial vascular (VEGF) na derme de ratos. Resultados: A atividade angiogênica do extrato e das frações foi evidenciada nos dois modelos experimentais empregados. Foi evidenciado que este efeito não estava diretamente relacionado à expressão do VEGF, podendo estar associado a outros fatores pró-angiogênicos. Conclusão: A atividade cicatrizante referida a C. officinalis está relacionada ao seu efeito positivo sobre a angiogênese, e este foi caracterizado pela indução de neovascularização.

Volume: 0


Mais informações

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.