A PHP Error was encountered

Severity: Warning

Message: Creating default object from empty value

Filename: models/publicacao_item.php

Line Number: 20

Estudo comparativo entre duas técnicas de tratamento da hérnia... » Isaúde
  Pesquisar Publicações Científicas  
  Especialidade: carregando especialidades...  Carregando...
Nome da revista:   Volume:   Número:
Acta Cirurgica Brasileira
2010-09-24 13:34:31

Estudo comparativo entre duas técnicas de tratamento da hérnia incisional em coelhos utilizando a tela de polipropileno

Descrição: PURPOSE: To compare two different incisional hernia repair techniques (repair with a polypropylene mesh reinforcement on the peritonium-aponeurosis versus polypropylene mesh sutured to the borders of the hernial ring as a bridge) in rabbits. METHODS: Incisional hernia was experimentally developed through a 4-cm median incision in 60 rabbits. After 30 days, half of the animals were operated for primary wall closure and placement of a polypropylene mesh reinforcement, while the other half had a polypropylene mesh sutured to the borders of the hernial ring as a bridge. Clinical development, scar breaking strength, as well as gross, microscopic and morphometric parameters were evaluated in all animals 30, 60, and 90 days after repair. RESULTS: No significant differences in breaking strength or histological parameters were observed between groups at any time point studied. No statistical difference regarding complications was detected, although denser and firmer adhesions to the abdominal wall were seen after the mesh was placed as a " bridge" . CONCLUSIONS: No significant differences between the incisional hernia repair techniques assessed were observed regarding breaking strength, and histological and morphometric parameters. The number of complications was similar in both study groups. However, adhesion of abdominal cavity organs to the scar area was much denser after the placement of a mesh to bridge the defect.OBJETIVO: Comparar duas técnicas de tratamento da hérnia incisional em coelhos utilizando a tela de polipropileno apoiando um reforço peritônio - aponeurótico ou suturada nas bordas do anel herniário 'em ponte" . MÉTODOS: Foram operados 60 coelhos para a produção de hérnia incisional, em uma incisão mediana de 4 centímetros. Após 30 dias, metade dos animais foram operados com o fechamento primário da parede, com colocação de uma tela de polipropileno apoiando o reforço e a outra metade dos animais com a colocação da tela suturada nas bordas do anel herniário " em ponte" . Os animais foram avaliados com 30 (M1), 60 (M2)e 90 (M3) dias de pós-operatório. Os parâmetros analisados foram a evolução clínica, análise da força de ruptura da cicatriz, estudo macroscópico, análise microscópica e morfométrica. RESULTADOS: Não foram observadas diferenças significantes com relação a força de ruptura e estudos histológicos nos dois grupos e vários momentos estudados. Não houve diferença estatística com relação às complicações, embora os animais que receberam a tela " em ponte" tiveram aderências mais firmes e intensas à parede abdominal. CONCLUSÕES: As duas técnicas utilizadas para correção da hérnia incisional em coelhos não mostraram diferenças significantes quanto a força de ruptura, análise histológica e morfométrica. O número de complicações foi semelhante, porém a aderência de órgãos da cavidade abdominal à área de cicatriz foi muito mais intensa no grupo em que a tela foi colocada " em ponte" .

Volume: 0


Mais informações

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.