Geral
publicado em 27/07/2010 às 19h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

O Centro de Saúde Carlos Chagas, no Centro de Belo Horizonte (MG), possui uma equipe formada por médicos, enfermeiros, auxiliares de saúde e agentes comunitários, que é específica para atender à população em situação de rua, visando à inclusão dessas pessoas.

Uma equipe do Programa de Saúde da Família (PSF) é responsável pelo atendimento de cerca de 2.500 pessoas no local. A assistência é a mesma oferecida aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), mas com algumas particularidades.

O grupo de trabalho realiza uma reunião semanal, onde são definidas as atividades da semana. São realizadas ações programadas ou demandas espontâneas, dependendo da necessidade. Os moradores em situação de rua, homens ou mulheres que dormem em áreas dentro da avenida do Contorno, no Abrigo São Paulo e no Albergue Municipal Tia Branca são abordados pelos agentes comunitários e encaminhados à unidade.

O trabalho, primeiro no país, totalmente direcionado para os moradores em situação de rua, funciona desde 2000 em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social. O serviço começou com a pesquisa e o mapeamento dos albergues de Belo Horizonte.

De acordo com o médico e gerente de Regulação, Informação e Epidemiologia Centro-Sul, Cláudio Candiani, muitos moradores em situação de rua sofrem de transtornos mentais graves, dependência química e de doenças diversas. " As doenças de pele e problemas respiratórios são os mais frequentes entre essa população, por causa da falta de higienização, mas os problemas com maior impacto social são os transtornos mentais e a dependência química" , declara o médico.

Segundo Cláudio Candiani, que integrou a equipe do PSF do Carlos Chagas por cinco anos, os moradores em situação de rua são cadastrados e vacinados na unidade de saúde, já que muitos apresentam atraso em relação às doses do calendário de vacinação. Em seguida, o paciente é atendido pelo médico do PSF e, se necessário, encaminhado a especialistas de outros setores como odontológico, ginecológico e oftalmológico.

O Centro de Saúde Carlos Chagas conta, ainda, com o apoio da UPA Centro-Sul, no caso de internações, e da Pastoral de Rua, nas abordagens. O objetivo maior do trabalho é criar um vínculo entre o morador em situação de rua e a equipe especializada do PSF, além de orientar a esse usuário do SUS sobre como conseguir atendimento e usufruir daquilo que é seu por direito.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Centro de Saúde    PSF    População de rua    Belo Horizonte    Cláudio Candiani   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Centro de Saúde    PSF    população de rua    Belo Horizonte    Cláudio Candiani   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.