Ciência e Tecnologia
publicado em 29/06/2010 às 22h40:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Um estudo realizado na Universidade de Yale ( Estados Unidos ) e outras instituições mostrou que o tratamento com bombas de insulina melhoradas por sensor, que incluem um sistema de monitoração contínua da glicose, leva a um maior controle do diabetes tipo 1, do que um regime diário de múltiplas injeções de insulina.

O estudo multicêntrico, aleatório e controlado comparou a eficácia de ambos os métodos em 485 pacientes adultos e crianças. Em um ano, as concentrações plasmáticas médias de glicose, que indicam o controle de açúcar no sangue em diabéticos tipo 1, foram significativamente menores, tanto para adultos e crianças no grupo de terapia de bomba, em comparação com o grupo de terapia da injeção.

"O melhor controle glicêmico pode reduzir as complicações associadas ao diabetes tipo 1, mas manter esse controle é um desafio, especialmente para as crianças", disse o segundo autor do estudo, William Tamborlane. "Esta tecnologia de combinação de bombas de insulina e monitoração contínua da glicose pode ajudar os pacientes a alcançarem, com segurança, a meta de controle glicêmico, minimizando o risco de hipoglicemia grave e ganho de peso."

Recentes estudos sobre a eficácia do uso de bombas de insulina ou de dispositivos de monitorização contínua da glicose sozinhos mostraram que, entre os adultos, eles melhoraram os níveis de açúcar no sangue mais do que as injeções diárias. Mas os resultados em crianças têm sido inconsistentes. Nesse novo estudo da Universidade de Yale e outras instituições, a terapia com bomba melhorada por um sensor, que integra as duas tecnologias e permite que os pacientes e os médicos monitorem o tratamento e a resposta através de um software baseado na Internet, beneficiou significativamente as crianças como os adultos.

"A~terapia com bomba melhorada por sensor é útil para todos os pacientes com diabetes tipo 1, que foram até agora incapazes de controlar, eficazmente, os seus níveis de açúcar no sangue, mas vai ser especialmente benéfico para pacientes mais jovens", disse a outra pesquisadora do estudo, Jennifer Sherr.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Diabetes    Bombas de insulina    Glicose    William Tamborlane    Yale University   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
diabetes    bombas de insulina    glicose    William Tamborlane    Yale University   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.