Ciência e Tecnologia
publicado em 01/06/2010 às 20h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Recente pesquisa realizada na Universidade de Auburn (Estados Unidos) analisou os laços entre o sono das crianças e seu desenvolvimento emocional, e descobriu que as crianças pobres tiveram um desempenho pior e com mais perturbações do sono, do que aquelas sem dificuldade financeira.

No estudo, liderado por Mona El-Sheikh, os pesquisadores avaliaram como as interrupções na quantidade, qualidade e horário do sono afetam o ajustamento das crianças. Eles examinaram mais de 140 crianças, entre a terceira e a quinta série, das quais três quartos eram brancos e quase um quarto eram afro-americanos. As famílias variaram muito em termos de renda anual, escolaridade e emprego dos pais.

A equipe de pesquisa reuniu informações de relato de pais e filhos, bem como sensores de movimento usados pelas crianças durante a noite para analisar seu sono. Os cientistas, então, compararam como o sono das crianças quando estavam na terceira série se relacionou com o seu bem-estar, quando elas cursavam a quinta série.

Os resultados mostraram que os menores de famílias mais pobres tinham níveis mais elevados de sintomas como agressão e delinquência, assim como depressão, ansiedade e baixa auto-estima, quando dormiam mal. Por outro lado, quando essas crianças dormiam melhor, os seus níveis de sintomas eram semelhantes aos de outras crianças de famílias não pobres.

Um padrão similar foi obtido para as crianças afro-americanas. A falta de sono se combinada com outros fatores estressantes da vida das crianças de baixa renda, contribuía para níveis mais elevados de problemas de comportamento. Os autores sugerem que, para essas crianças, dormir o suficiente protege contra uma ampla gama de problemas de ajustamento.

"A importância do sono das crianças para o seu desenvolvimento está recebendo maior atenção", disse El-Sheikh. "Nossa descoberta pode dar base aos programas de intervenção, bem como programas de educação dos pais. Programas que são adaptados aos recursos das famílias e aos desafios, tendem a ser mais eficaz."

A pesquisa conduzida na Universidade de Auburn suporta evidências que ligam o sono ao desenvolvimento diário na infância, e destaca o papel do sono sobre uma grande variedade de problemas comportamentais em crianças de alto risco.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
falta de sono    perturbações do sono    desenvolvimento emocional    Mona El-Sheikh    Universidade de Auburn   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.