Saúde Pública
publicado em 15/05/2010 às 19h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Ricardo Giusti/PMPA
Agente da vigilância sanitária faz busca de larvas do mosquito da dengue em focos de água parada
  « Anterior
Próxima »  
Agente da vigilância sanitária faz busca de larvas do mosquito da dengue em focos de água parada

A dengue não deve ser uma preocupação apenas do verão. Este é o alerta da Secretaria da Saúde do Paraná, com a chegada do frio. O período é considerado ideal para intensificar a eliminação de possíveis focos do mosquito transmissor da doença. Dias quentes facilitam e aceleram a proliferação do Aedes Aegypti. No frio as medidas preventivas contra a dengue são mais eficazes e influenciam diretamente na situação epidemiológica do próximo ano.

" Ao contrário do que se pensa, o frio não mata os ovos e muito menos as larvas do Aedes Aegypti. Esses ovos podem sobreviver por aproximadamente 450 dias esperando para eclodirem e se transformarem em larvas, o que acontece normalmente no verão, quando os dias quentes são mais frequentes" , explica o secretário da Saúde, Carlos Moreira Jr. Ele reforça que as equipes de combate à dengue e a população devem aproveitar este período para eliminar os criadouros do mosquito.

O foco do combate à dengue no Paraná é a prevenção, já que não há uma vacina contra a doença. Desta forma, eliminar os criadouros do mosquito é a ação mais eficaz, pois evita que o mosquito adulto deposite seus ovos e inicie um novo ciclo de reprodução. " Para conter a proliferação do Aedes Aegypti no Paraná, todos devem estar comprometidos com medidas simples que praticamos em nossas casas. A dengue é um problema de saúde pública e se cada um fizer a sua parte o mosquito não terá onde por os seus ovos" , explicou o superintendente de vigilância em Saúde, José Lúcio dos Santos. Ele reforçou que 90% dos criadouros do Aedes Aegypti são encontrados nos quintais e residências.

Para evitar que o mosquito se reproduza é importante que a população esteja atenta a medidas simples como cobrir as caixas d'água com telas, colocar areia nos recipientes das plantas, colocar de cabeça pra baixo qualquer tipo de recipiente (garrafas PET, potes e copos plásticos) e manter limpo os terrenos baldios ou quintais. " Não deixar água parada é essencial, isso impede que o mosquito deposite seus ovos e elimina possíveis ovos que já estejam lá" ressaltou Santos.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Aedes aegypti    Dengue    Combate    Inverno    Resultado    Proliferação   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Aedes aegypti    Dengue    Combate    Inverno    Resultado    Proliferação   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.