Geral
publicado em 27/04/2010 às 20h15:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Divulgação/SEMDET
Foto: Divulgação/SEMDET
Durante seis horas por dia haverá orientação preventiva sobre o funcionamento renal e as doenças crônicas como diabetes e hipertensão É firmado convênio de parceria com a Fundação Pró-Rim para a realização do projeto Educar para Prevenir nas unidades do Centro de Apoio ao Trabalho (CAT)
  « Anterior
Próxima »  
Durante seis horas por dia haverá orientação preventiva sobre o funcionamento renal e as doenças crônicas como diabetes e hipertensão
É firmado convênio de parceria com a Fundação Pró-Rim para a realização do projeto Educar para Prevenir nas unidades do Centro de Apoio ao Trabalho (CAT)

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico e do Trabalho de São Paulo firma, nesta terça-feira (27), convênio de parceria com a Fundação Pró-Rim para a realização do projeto Educar para Prevenir nas unidades do Centro de Apoio ao Trabalho (CAT).

Durante a programação nos CATs, um posto da Pro-Rim terá uma enfermeira e uma técnica para atender a população. Durante seis horas por dia haverá orientação preventiva sobre o funcionamento renal e as doenças crônicas como diabetes e hipertensão. Além disso, haverá apresentação de anatomia e fisiologia do sistema renal-urinário. A abordagem será encerrada com a aferição da pressão arterial do trabalhador.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico e do Trabalho, o objetivo desse convênio é levar ao conhecimento do público dos CATs, a importância da prevenção de doenças renais e cardiovasculares. " Vamos educar a população sobre como prevenir e detectar doenças crônicas e degenerativas, por exemplo, doenças cardiovasculares, hipertensão arterial, diabetes e doenças renais" , explica.

Um levantamento feito pela Fundação Pró-Rim com pacientes que faleceram nos últimos dez anos, por insuficiência renal crônica, levou a uma revelação surpreendente: um terço perdeu a vida nos primeiros três meses após a descoberta da doença e depois de iniciada a hemodiálise. A conclusão foi que as pessoas chegaram ao médico com a doença bastante avançada, tarde demais para que as complicações fossem tratadas com sucesso.

As pessoas com doença renal crônica morrem em sua maioria de complicações cardiovasculares, de insuficiência cardíaca ou de derrame cerebral e também de infecção. Portanto, os rins deficientes são substituídos por hemodiálise ou transplante, mas o restante dos órgãos, principalmente os vitais, estará irremediavelmente comprometido.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Rim    Ação educativa    Trabalhador    São Paulo    Pró-Rim   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Rim    ação educativa    trabalhador    São Paulo    Pró-Rim   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.