Artigo
publicado em 06/04/2010 às 16h30:00
   Dê o seu voto:

* Dr. Gerson Köhler (CRO 3921 ? PR) - Especialista em Ortodontia e Ortopedia Facial - membro do Grupo de Apoio a Pessoas com Zumbido (GAPZ)

 
tamanho da letra
A-
A+

Dados da Organização Mundial da Saúde mostram que cerca de 278 milhões de pessoas no mundo têm perda da audição, em maior ou menor grau. Só no Brasil cerca de 30 milhões de brasileiros sofrem com o zumbido, aquele chiado constante.

O zumbido em si não é uma doença, mas um sintoma que pode ser provocado por diversas causas, na maioria das vezes é acompanhado de algum grau de perda de audição decorrente de alterações da via auditiva. O problema pode ser causado por vários motivos, desde exposição a ruídos intensos, pressão alta, passando por diabetes até disfunções nas articulações da mandíbula e também pressionamentos inadequados da musculatura de cabeça-e-pescoço, principalmente da boca.

Para auxiliar aqueles que sofrem com o incomodo constante nos ouvidos foi criado o Grupo de Apoio a Pessoas com Zumbido (GAPZ), onde as pessoas esclarecem as dúvidas com profissionais qualificados de diversas áreas. No segundo encontro anual na próxima sexta-feira, dia 09 de abril, será abordado o tema " Como explicar os diferentes graus de incômodo do zumbido" , ministrado pela coordenadora, Otorrinolaringologista e Otoneurologista Rita Mendes.

Ela vai explicar que muitas vezes as pessoas só se dão conta que tem zumbido em situação de silêncio, e acreditam que isso seja passageiro, mas este deve ser o primeiro sinal para que o paciente procure um profissional adequado e identifique as causas o mais breve possível. A percepção do zumbido piora em situação de silencio pela diminuição da entrada de outros sons e conseqüente facilitação para se detectar o estimulo do mesmo nas vias auditivas e no cérebro.

O zumbido deve ser investigado por médico especialista em doenças de ouvido, o otorrinolaringologista, que analisará caso a caso, para detectar o que está ocasionando o sintoma. Ele poderá solicitar exames de audição e avaliações especializadas com ortodontista, fonoaudiólogo, fisioterapeuta e psicólogo para o diagnóstico das causas do zumbido e assim determinar o melhor tratamento para cada paciente. Esse distúrbio pode ter muitas causas, por isso é necessária uma investigação detalhada, às vezes multidisciplinar. Por outro lado, o tratamento de algumas formas do sintoma pode ser terapêuticamente variável, havendo várias maneiras de controlar esta incômoda e desconfortante sensação.

Fonte:
   Palavras-chave:   Dr. Gerson Köhler    Zumbido    Ouvido    OMS    Audição      
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Dr. Gerson Köhler    zumbido    ouvido    OMS    audição       
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.