Saúde Pública
publicado em 12/03/2010 às 14h55:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Divulgação/New York Methodist Hospital
Bebê é acompanhado por enfermeiras e se recupera em leito de UTI neonatal
  « Anterior
Próxima »  
Bebê é acompanhado por enfermeiras e se recupera em leito de UTI neonatal

Na próxima segunda-feira (15), a Secretaria de Saúde e os sindicatos dos Médicos e dos Hospitais, realizam uma reunião, em regime de urgência, para tentar resolver um problema de saúde no estado de Pernambuco: a falta de leitos para os recém-nascidos que precisam receber atendimento nas UTIs dos hospitais da rede pública. A situação levou a Central de Leitos de Pernambuco a enviar, na última quarta-feira (10), ofício pedindo ajuda ao Conselho Regional de Medicina (Cremepe).

No início deste mês a situação piorou, quando a UTI neonatal do Cisam, com sete leitos, foi fechada devido a um surto de infecção causado pelo excesso de pacientes. A UTI deveria ter sido reaberta no dia 8, mas isso ainda não aconteceu. Outro problema no interior do estado é que Caruaru tem UTI neonatal.

" A assistência de UTIs no interior do Estado é ainda mais grave do que na Região Metropolitana. Você dispõe de um número de leitos reduzido tanto para adultos quanto para crianças e neonatais. Recentemente, houve uma queda inexplicável de leitos na prefeitura de Petrolina, que administra o hospital Dom Malan" disse o presidente do Cremepe, André Longo.

" Muitas crianças acabam tendo que ser transferidas para cá e encontram a mesma situação de superlotação. É uma crise do setor de UTI neonatal, que precisa ser repensada a partir de todos os atores envolvidos, de modo que possamos encontrar uma saída" , falou André.

Segundo ele, a intenção é que o conselho peça aos hospitais particulares, ajuda para receber as crianças que não puderem ser atendidas pela rede pública.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Hospitais Particulares, Mardônio Quintas, a rede particular não tem leitos disponíveis.

" A rede de hospitais privada no setor de UTI neonatal trabalha no limite. Trabalha, exatamente, dentro das possibilidades para o atendimento de saúde suplementar, também dizendo de usuários de planos de saúde" , afirmou o presidente. " Nós estamos trabalhando rigorosamente dentro da condição de número tecnicamente adequado para que o serviço não corra o risco de infecção que advém por excesso de demanda. Consequentemente, em uma situação dramática, aumentar o número de leitos poderá provocar uma infecção generalizada" , concluiu.

Fonte:
   Palavras-chave:   UTI Neonatal    Recém Nascido    Central de Leitos    Cremepe    Ofício   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
UTI Neonatal    Recém Nascido    Central de Leitos    Cremepe    Ofício   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.