Ciência e Tecnologia
publicado em 03/03/2010 às 17h35:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto:Marcondes Moreno/BlogOficialYpiranga
Atleta sendo submetido ao teste de eletrocardiograma
  « Anterior
Próxima »  
Atleta sendo submetido ao teste de eletrocardiograma

Pesquisa realizada por pesquisadores do Hospital Geral de Massachusetts descobriu que a adição de testes de eletrocardiograma (ECG) aos exames físicos e médicos padrões para jovens atletas poderá identificar melhor as principais anomalias cardiovasculares responsáveis pela morte súbita relacionada aos esportes. Os cientistas concluíram que o eletrocardiograma otimiza a sensibilidade global dos exames cardiovasculares, mas também está associado a uma taxa significativa de resultados falso-positivos.

"A adição de ECG ao padrão atual de tratamento melhorou a capacidade de detectar doenças cardíacas subjacentes - inclusive a miocardiopatia e outras causas importantes de morte súbita - que não foram alcançadas por exames mais simples sozinhos", disse Aaron Baggish, principal autor do estudo.

Embora a necessidade de exames em atletas antes da participação em alguma competição seja indiscutível, a prática de tais exames não é uniforme. O Colégio Americano de Cardiologia (ACC) e a Associação Americana do Coração (AHA) recomendam que atletas sejam submetidos a exames físicos e médicos centrados, enquanto a Sociedade Europeia de Cardiologia e o Comitê Olímpico Internacional defendem a inclusão de um eletrocardiograma de repouso nos exames antes das participações. Em 1982, o governo italiano instituiu um programa nacional de ECGs obrigatórios para todos os atletas com idade inferior a 35 anos, que provocou uma redução significativa na incidência de morte súbita relacionada ao esporte.

O estudo foi realizado durante três anos em 510 atletas colegiais da Universidade de Harvard. Antes da participação dos atletas, cada um passava por uma avaliação médica e física em conformidade com a recomendação do ACC e da AHA. Imediatamente após essa avaliação, cada atleta passou por um eletrocardiograma de repouso e ecocardiograma transtorácico (TTE).

O TTE mostrou que 11 deles tinham patologia cardíaca subjacente sugerindo doença valvar, e três deles tinham cardiomiopatia hipertrófica ou miocardite, condições suficientemente graves para exigir restrição aos esportes. O eletrocardiograma integrado ao exame detectou 10 dos 11 atletas com doenças cardíacas, incluindo os três que necessitaram de restrição do esporte. Os exames físico e médico sozinhos diagnosticaram apenas cinco dos 11 participantes com doença valvar e deixaram passar duas das pessoas com miocardiopatia hipertrófica ou miocardite.

"Estes resultados levantam questões importantes sobre a eficácia da história clínica e dos exames físicos e médicos sozinhos, já que são as cardiomiopatias que contam para a maioria das mortes súbitas relacionadas ao esporte", avaliou Baggish. "Médicos que realizam a triagem antes da preparação de atletas devem estar cientes de suas vantagens e limitações. O objetivo geral deste estudo foi o de fornecer dados científicos para auxiliar na tomada de decisões futuras sobre como manter os atletas seguros" .

No entanto, o estudo também apresentou uma taxa de 16 % de falso positivo, o que complica as conclusões globais.

Baggish observa que o estudo a loImprovementngo prazo vai documentar resultados de exames e a incidência de mortes súbitas que possuem relação com o esporte para determinar o impacto da inclusão de ECG sobre o custo dos cuidados de saúde e os resultados dos pacientes.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
eletrocardiograma    morte súbita    atletas jovens    Aaron Baggish    Hospital Geral de Massachusetts   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.