Ciência e Tecnologia
publicado em 11/01/2010 às 16h22:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

A incidência de câncer de mama feminino aumentou 0,5% desde o ano 2000, segundo a Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer. Esse número é maior nos países em desenvolvimento, devido ao aumento da expectativa de vida e mudança de comportamento, o que resulta em maior exposição a fatores de risco. Luiz Gonzaga Porto Pinheiro, phd da Faculdade de Medicina da UFC, coordenou um estudo sobre o estadiamento linfonodal precoce, realizado durante a avaliação inicial do paciente.

O principal objetivo da pesquisa foi avaliar e apresentar resultados preliminares de um novo marcador (hemossiderina) para a identificação de linfonodos sentinela mamários, em um modelo experimental.

Durante acompanhamento de dois casos de biópsias excisionais de tumores da mama, observou-se trajeto pigmentado no quadrante inferior externo daquelas mamas, sugerindo ser marcação cutânea do ducto de drenagem linfática a partir da papila mamária em direção a axila homolateral. "Levantamos a hipótese que um derivado sanguíneo (hemossiderina) foi capturado por macrófagos, obtendo acesso aos ductos linfáticos em direção à axila", explicou.

Seis cadelas sem raça definida foram estudadas. Injeção de 0,2 ml de tecnécio foi realizada em ambas as mamas superiores. Após 10 minutos, uma solução de 2,5 ml de sangue hemolizado (hemossiderina) do próprio animal foi injetado no plexo linfático subpapilar da mama esquerda e 2,5 ml de azul patente na mama contralateral concomitantemente e igualmente. Após mais 10 minutos, incisões axilares foram realizadas para a procura, pela coloração e com um gama probe, dos linfonodos sentinela.

Os primeiros resultados foram observados quando foram identificados sete linfonodos sentinela castanhos e radiomarcados na axila esquerda, e seis linfonodos sentinela azuis e radiomarcados na axila direita.

A conclusão dos estudos preliminares aponta um potencial novo marcador para identificação do linfonodo sentinela. Este poderá mudar o uso dos corantes vitais e de seus efeitos adversos em pacientes submetidos à biópsia do linfonodo sentinela.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
hemossiderina    linmfonodo sentinela    biópsia    tumores da mama    Universidade Federal do Ceará   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.