Saúde Pública
publicado em 26/12/2009 às 11h31:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Divulgação/Gov. Oregon-EUA
Menina com sintoma de crise alérgica
  « Anterior
Próxima »  
Menina com sintoma de crise alérgica

Nos últimos anos, as temperaturas têm oscilado e diversificado bastante em todas as estações. Em São Paulo, por exemplo, as temperaturas são bem variadas, inclusive no decorrer do dia. Hoje, de 20% a 25% da população sofre transtornos alérgicos, ou seja, o dobro do que ocorria há 20 anos.

Em geral, as infecções respiratórias são mais frequentes no inverno, por conta dos ambientes fechados, mas podem ocorrer no verão devido ao clima mais seco. Durante o inverno, ocorre um aumento em 90% de procura aos prontos socorros devido às doenças respiratórias e, no verão, cerca de 50%.

"O corpo humano precisa se manter a uma temperatura entre 35ºC e 37ºC. Com as mudanças na temperatura ambiente, de calor para frio e vice-versa, o corpo tenta manter uma temperatura equilibrada para se sentir mais confortável", afirma o pneumologista Ricardo Milinavicius, diretor da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT).

O médico explica que, para isso, ocorre um aumento de gasto energético, com a alteração da imunidade do organismo, que fica mais sujeito às infecções como gripes, resfriados, sinusite, bronquite e até pneumonia. Em todos os casos, é fundamental manter uma alimentação equilibrada, se hidratar bem e, especialmente entre os idosos, tomar a vacina contra a gripe para se proteger das infecções.

No calor, devem ter atenção redobrada os portadores de doenças crônicas como asma, DPOC e rinite, que têm mais chances de desencadear infecções respiratórias. Isso ocorre devido ao maior contato com ácaros e fungos, especialmente de ventiladores e aparelhos de ar condicionado não higienizados corretamente. O tempo seco também deixa a mucosa ressecada e mais vulnerável.

Com a proximidade do verão, é também importante evitar atividade física ao ar livre entre 10h e 16h, período em que os dias estão mais quentes, com baixa umidade do ar e tempo seco. É também importante optar, sempre que possível, por frequentar lugares bem ventilados, além de deixar uma bacia com água ou uma toalha molhada para umidificar os ambientes. As dicas valem também para os dias mais secos no inverno.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Transtornos alérgicos    Sinusite    Doenças respiratórias    Temperatura    Ricardo Milinavicius    SPPT   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
transtornos alérgicos    sinusite    doenças respiratórias    temperatura    Ricardo Milinavicius    SPPT   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.