Geral
publicado em 08/11/2013 às 09h27:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Atualmente, a melhor maneira de prevenir uma reação alérgica alimentar grave é evitar totalmente o alimento agressor. Mas de acordo com trabalho apresentado no Encontro Científico Anual American College of Allergy, Asthma and Immunology (ACAAI), não há a necessidade de evitar o alimento por completo.

Diferentes partes do alimento podem ter alergenicidade diferent, disse responsável pelo trabalho Sami Bahna, ex-presidente da ACAAI. 'Por exemplo, alguém com uma alergia a ovo pode ser capaz de tolerar a gema, mas não a clara. E alguém com uma alergia à fruta pode ser alérgico às sementes, mas não à polpa, afirma o médico.

Ele destacou ainda que não são somente certas partes do alimento que são segurar para estas pessoas, mas que existem alguns substitutos que podem ser consumidos com segurança.

Algumas sensibilidades alimentares podem também prever outras alergias alimentares. Diferentes tipos de frutas e peixes podem frequentemente ter substancial reatividade cruzada, o que significa que pode haver vários tipos que têm de ser evitados.

Frutas vermelhas, que incluem maçã, damasco, amêndoa, pêssego, pêra, ameixa e morango, mostram esta reatividade cruzada. Crustáceos, como camarão e lagosta, ou moluscos, como mariscos e lulas, também podem ter essa reação cruzada. Mas é mais provável que alguém alérgico a camarão também seja alérgico a lula.

Segundo o pesquisador não existe uma norma padrão que se encaixe a todos os casos. A alergia se manifesta em todo o mundo de forma diferente. Se você tem uma alergia alimentar, uma avaliação por um alergista credenciado pode identificar os alimentos exatos que você deve evitar e os alimentos substitutivos que você pode comer com segurança.

De acordo com Bahna, testes de alergia de pele ou exames de sangue são bons procedimentos de triagem para alergia alimentar. Durante estes testes, os pacientes são alimentados com pequenas quantidades do alimento suspeito de causar alergia, estas doses são aumentadas gradativamente, sob a supervisão profissional.

Embora não exista cura para as alergias alimentares, alguns doentes podem superar sua alergia ao longo do tempo. A alergia ao leite é comumente superado na infância, enquanto alergias à amendoim ou marisco geralmente duram por muitos anos ou por toda a vida.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
alergenicidade    partes da comida    alergias    reação alérgica    Colégio Americano de Alergia    Asma e Imunologia    ACAAI    Sami Bahna   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.