Saúde Pública
publicado em 23/10/2013 às 09h24:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Roberto Stuckert Filho/PR
Foto: Roberto Stuckert Filho/PR
Foto: Roberto Stuckert Filho/PR
Presidenta Dilma Rousseff cumprimenta e posa para foto com os médicos após sanção da lei que institui o Programa Mais Médicos Presidenta Dilma Rousseff, médico cubano, Juan Delgado e o Ministro da Saúde, Alexandre Padilha durante sanção da lei que institui o Programa Mais Médicos Presidenta Dilma Rousseff durante sanção da lei que institui o Programa Mais Médicos
  « Anterior
Próxima »  
Presidenta Dilma Rousseff cumprimenta e posa para foto com os médicos após sanção da lei que institui o Programa Mais Médicos
Presidenta Dilma Rousseff, médico cubano, Juan Delgado e o Ministro da Saúde, Alexandre Padilha durante sanção da lei que institui o Programa Mais Médicos
Presidenta Dilma Rousseff durante sanção da lei que institui o Programa Mais Médicos

A presidenta Dilma Rousseff sancionou a Lei do Mais Médicos, nesta terça-feira (22), em cerimônia realizada no Palácio do Planalto.

O Ministério da Saúde poderá emitir registros provisórios para profissionais estrangeiros que ainda não obtiveram o documento, a partir da publicação da lei no Diário Oficial da União, nesta quarta-feria (23). A dificuldade dos médicos em conseguir os regitros nos CRMs foi o motivo que levou a inclusão no projeto da possibilidade do próprio ministério realizar as emissõs.

O registro, que será emitido seguindo algumas regras de segurança utilizadas nos passaportes, para evitar fraudes, terá a validade de três anos, possíbilitando aos profissionais do programa exercer a medicina na atenção primária, somente nas localidades indicadas pelo programa.

Aprovada na semana passada, a Medida Provisória (MP) 621/2013 tinha até o dia 7 de novembro para ser sancionada, mas a presidenta se adiantou ao prazo. O projeto garante a contratação de profissionais brasileiros e estrangeiros para atuar no Sistema Único de Saúde (SUS) em regiões com déficit de atendimento, como periferias de grandes cidades, municípios do interior e regiões isoladas.

De acordo com o último balanço divulgado pelo ministério, 1.020 médicos já estão trabalhando, sendo 577 formados no Brasil e 443 com diploma estrangeiro. Um total de 577 municípios e 3,5 milhões de pessoas são atendidas por meio do Mais Médicos, de acordo com o órgão. Mais 2.597 profissionais, da segunda etapa do programa, devem iniciar as atividades ainda neste mês.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
dilma sanciona mais médicos    mais médicos    projeto mais médicos    sanção presidencial    lei do mais médicos    dilma rousseff    saúde   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.