Ciência e Tecnologia
publicado em 17/09/2013 às 10h35:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: CDC
Técnica permiti identificar rapidamente as substâncias químicas que matam a bactéria
  « Anterior
Próxima »  
Técnica permiti identificar rapidamente as substâncias químicas que matam a bactéria

Biólogos da Universidade da Califórnia, em San Diego, desenvolveram um método revolucionário para a identificação e caracterização de antibióticos. A novidade aparece como maior esperança na luta contra as superbactérias.

Os pesquisadores desenvolveram método para realizar uma espécie de "autópsia" em células bacterianas. A descoberta pode fornecer uma poderosa ferramenta para a identificação de compostos que matam as bactérias, além de determinar como eles funcionam.

Algumas bactérias desenvolveram resistência a todas as classes de antibióticos conhecidos e, quando estas bactérias resistentes a múltiplas drogas causam uma infecção, elas são praticamente impossíveis de serem combatidas," disse Joseph Pogliano, líder da pesquisa.

Segundo os pesquisadores, é fácil identificar as milhares de moléculas capazes de matar bactérias, a parte mais difícil é escolher as moléculas que têm maior probabilidade de "vencer a batalha", e usar estas moléculas para desenvolvimento de drogas. Uma peça-chave para essa escolha é o conhecimento de como a droga funciona, mas esta é uma informação tradicionalmente difícil de obter, demandando meses de trabalho intenso.

A nova abordagem promete fornecer essas informações em duas horas, permitindo mais rápida priorização de novas moléculas. Uma chave do estudo foi a combinação de microscopia e ferramentas biológicas quantitativas. "Tivemos que desenvolver toda a biologia celular e métodos de biologia quantitativos, mas, agora que temos o método de trabalho, é muito emocionante, disse Poochit Nonejuie, co-autor do estudo. "Posso pegar uma nova molécula pela manhã e, à tarde, conhecer os caminhos celulares prováveis que usaríamos como alvo.

Os pesquisadores afirmam que o novo método promete revolucionar a forma como as equipes orientam seus estudos. Pelos métodos atuais, entender como funciona um antibiótico requer muitos ensaios bioquímicos, o que exige muito tempo e grandes quantidades do composto, que é quase sempre escasso quando descoberto pela primeira vez.

Pelo novo estudo, um único teste pode identificar o mecanismo de ação para um novo composto, disse Joseph Pogliano. "Este método permite identificar mais rapidamente os produtos químicos que matam as bactérias, o que irá acelerar o desenvolvimento de novos medicamentos. Entender como funcionam os antibióticos é fundamental para compreender como evolue sua resistência."

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Antibióticos    novo método para a identificação de antibióticos    o tratamento antibiótico-resistente    University of California    National Academy of Sciences    Joseph Pogliano    saúde   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.