Ciência e Tecnologia
publicado em 27/08/2013 às 13h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Marco Rolandi/UW
Imagem: Marco Rolandi/UW
Adesivo de microagulhas sendo testado em pele humana Comparação entre teste de tuberculose com microagulhas e teste tradicional com agulha hipodérmica. Imagens menores mostram problemas com a profundidade da agulha que pode ocorrer no teste convencional
  « Anterior
Próxima »  
Adesivo de microagulhas sendo testado em pele humana
Comparação entre teste de tuberculose com microagulhas e teste tradicional com agulha hipodérmica. Imagens menores mostram problemas com a profundidade da agulha que pode ocorrer no teste convencional

Equipe liderada por engenheiros da Universidade de Washington, nos EUA, criou um adesivo com microagulhas biodegradáveis que podem penetrar na pele e realizar um teste de tuberculose de forma menos invasiva.

A cada ano, milhões de pessoas nos Estados Unidos fazem um teste de tuberculose na pele para ver se ainda têm a infecção que afeta um terço da população do mundo.

No entanto, o teste de diagnóstico padrão é difícil, porque uma agulha hipodérmica deve ser inserida em um ângulo e profundidade precisos.

Os resultados forma publicados na revista Advanced Healthcare Materials.

"Com um teste de microagulhas há pouco espaço para erro do usuário, porque a profundidade de entrega é determinada pelo comprimento de agulhas ao invés do ângulo de inserção de agulha. Este teste é eficiente e mais fácil de ser administrado do que o tradicional teste de pele com uma agulha hipodérmica", afirma o autor sênior Marco Rolandi.

Os investigadores testaram o adesivo em cobaias e descobriram que, após as microagulhas serem inseridas utilizando o adesivo, a reação da pele associada com uma infecção por tuberculose era a mesma que quando se utiliza o teste de agulha hipodérmica normal.

"É como colocar um curativo. Contanto que o adesivo seja aplicado sobre a pele, o teste é sempre entregue na mesma profundidade debaixo da pele", destaca Rolandi.

Segundo os pesquisadores, com o teste padrão, se uma agulha hipodérmica é inserida no ângulo errado, a solução para verificar a tuberculose é injetada de forma muito profunda ou muito rasa na pele, e o teste falhará.

A equipe pretende, agora, continuar a desenvolver o teste de tuberculose com microagulhas e planeja testá-lo em seres humanos. Eles também esperam desenvolver diferentes testes de diagnóstico usando microagulhas, incluindo testes de alergia.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Adesivo de microagulhas    Tuberculose    Universidade de Washington    Marco Rolandi   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Adesivo de microagulhas    tuberculose    Universidade de Washington    Marco Rolandi   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.