Ciência e Tecnologia
publicado em 26/08/2013 às 14h30:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Shubhangi Kene/Foto Stock
Método de imagem revelou uma precisão de 81% na determinação de quais mulheres sofriam de transtorno bipolar e quais mulheres tiveram depressão unipolar
  « Anterior
Próxima »  
Método de imagem revelou uma precisão de 81% na determinação de quais mulheres sofriam de transtorno bipolar e quais mulheres tiveram depressão unipolar

Equipe de pesquisadores da Universidade de Pittsburgh, nos EUA, descobriu que os novos métodos de imagem cerebral que medem o fluxo sanguíneo podem ajudar a diagnosticar o transtorno bipolar em seus estágios iniciais.

Os resultados, publicados no British Journal of Psychiatry, revelam ainda que as técnicas podem diferenciar o transtorno da depressão.

A equipe analisou 44 mulheres para o estudo. Destas, 18 tinham transtorno bipolar-I, 18 apresentaram depressão unipolar e 18 serviram como grupo de controle, sem qualquer forma de transtorno de humor ou depressão.

Usando um novo método de imagem chamado "Arterial Spin Labeling", os pesquisadores foram capazes de medir o fluxo de sangue dos participantes, a fim de monitorar as regiões do cérebro relacionadas à depressão.

Este novo método de imagem revelou uma precisão de 81% na determinação de quais mulheres sofriam de transtorno bipolar e quais mulheres tiveram depressão unipolar.

Outro novo método também foi utilizado, chamado de " Pattern Recognition Analysis", que permite aos investigadores para monitorizar as diferenças específicas do cérebro, para cada indivíduo.

"No início, o diagnóstico mais preciso pode fazer uma enorme diferença para os pacientes e suas famílias, e pode até salvar vidas. Esta é uma descoberta muito promissora, que destaca a utilidade da neuroimagem para ajudar a identificar marcadores biológicos associados a diferentes condições de saúde mental", afirma o líder da pesquisa Jorge Almeida.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Transtorno bipolar    Depressão    Exames cerebrais    Neuroimagem    Universidade de Pittsburgh   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Transtorno bipolar    depressão    exames cerebrais    neuroimagem    Universidade de Pittsburgh   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.