Ciência e Tecnologia
publicado em 23/08/2013 às 11h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Only HD
Como uma aranha que tece sua teia, a abordagem permite extrair essa fibra contínua de polímero e de células
  « Anterior
Próxima »  
Como uma aranha que tece sua teia, a abordagem permite extrair essa fibra contínua de polímero e de células

Pesquisadores da University College London, no Reino Unido, demonstraram uma maneira de construir partes do corpo de forma semelhante à maneira como a aranha tece sua teia.

A equipe usou um fluxo constante de células misturado com um polímero para tecer os novos tecidos.

Eles acreditam que a técnica pode produzir melhores resultados do que outras formas de construção de partes do corpo para transplantes.

A equipe de pesquisadores testou a técnica através da construção de vasos sanguíneos em ratos.

De acordo com os pesquisadores, existem muitos métodos a serem utilizados para produzir órgãos em laboratório.

Alguns começam com um andaime sintético que é então semeado com as próprias células de um paciente e implantado. Há alguns pacientes que receberam novas bexigas construídas desta maneira.

Outra técnica envolve retirar uma parte do corpo de um cadáver, assim como um transplante de órgãos, e usar um detergente para retirar as células nativas deixando apenas o andaime. Este é então semeado com células do paciente vivo. Novas traqueias foram feitas por meio deste processo.

Agora, a equipe usou a tecnologia "eletrospinning" para produzir órgãos. Eles acreditam que ela vai superar alguns dos desafios de semear um andaime de construção com as células para o transplante em primeiro lugar.

Inicia-se com um fluxo de células e polímero. Uma agulha elétrica de 10 mil volts é então usada para extrair uma fibra.

Segundo os pesquisadores, como uma aranha que tece sua teia, a abordagem permite extrair essa fibra contínua de polímero e de células e tecer uma teia, que podem ser tão espessas quanto um colchão e as células serão incorporadas nela.

Os resultados dos últimos estudos mostram que vasos sanguíneos de ratos com três camadas distintas poderiam ser produzidos.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Tecidos para transplante    Teia de aranha    Eletrospinning    University College London      
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Tecidos para transplante    teia de aranha    eletrospinning    University College London       
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.