Ciência e Tecnologia
publicado em 09/08/2013 às 18h09:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Mesothelioma Herald
Hipertensão Arterial Pulmonar (HAP) é uma doença incurável e expectativa para quem recebe o diagnóstico é de 70% de morte
  « Anterior
Próxima »  
Hipertensão Arterial Pulmonar (HAP) é uma doença incurável e expectativa para quem recebe o diagnóstico é de 70% de morte

Resultados da pesquisa da Universidade de Columbia (Estados Unidos), abrem caminho para o tratamento da Hipertensão Arterial Pulmonar (HAP).

Os pesquisadores utilizaram uma droga experimental e conseguiram recuperar a função de uma proteína, que funciona como um canal para o íon potássio. Essa proteína participa no controle do funcionamento das células musculares da artéria pulmonar.

Em uma classe de pacientes com HAP, foram encontradas mutações que indicam alterações no funcionamento das células. "O achado abre a possibilidade de tratamento para a HAP e pode ser extrapolado para outras formas de hipertensão pulmonar, como naquelas causadas por doença no ventrículo esquerdo", destaca Campos.

A Hipertensão Arterial Pulmonar (HAP) é uma doença incurável. A expectativa para quem recebe o diagnóstico é de 70% de morte em até cinco anos. Não existem dados específicos sobre os casos no Brasil, mas em todo o mundo os especialistas da área apontam que a doença atinja uma em cada 70 mil pessoas.

O estudo teve a participação do brasileiro Danilo Roman Campos, pós-doutorando da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP. Ele afirma que um aspecto importante do estudo foi a identificação de diferentes mutações em distintos pacientes que pode explicar as alterações que ocorrem no funcionamento das células musculares da artéria pulmonar. "As diferentes mutações encontradas em distintos pacientes levaram a uma perda da função do canal iônico para potássio", aponta. "O canal iônico é uma proteína que fica na membrana plasmática da célula, permitindo o fluxo de íons de forma seletiva e está envolvido no controle das propriedades contráteis do músculo em questão".

O íon potássio possui carga positiva. "No contexto celular este íon tende a sair das células pelo canal iônico para o íon potássio", afirma o pós-doutorando. "Devido às mutações, o íon não pode mais passar pelo canal, ficando assim retido na célula. Assim, o acúmulo de carga positiva no interior da célula causa uma despolarização constante da musculatura da artéria pulmonar, podendo levar à hipertensão arterial pulmonar".

Apesar de promissor, o pesquisador lembra que o caminho de uma droga experimental até um medicamento é sempre longo. "O próximo e difícil passo é fazer a droga chegar até a célula com problema", ressalta. "Uma maneira plausível seria via inalação, mas isso leva tempo, da bancada até a prateleira da farmácia são dez, quinze anos de pesquisas".

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Hipertensão Arterial Pulmonar    HAP    Universidade de columbia    Danilo Roman Campos    USP    Saúde   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Hipertensão Arterial Pulmonar    HAP    universidade de columbia    Danilo Roman Campos    USP    saúde   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.