Ciência e Tecnologia
publicado em 01/08/2013 às 10h54:00
   Dê o seu voto:

Spray nasal contra picada de cobra pode salvar milhares de vidas

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Naved Alam/Reptárium
Cobra Krait, da espécie Bungarus caeruleus. Picada de cobra é uma das principais causas de morte no mundo ocidental em desenvolvimento
  « Anterior
Próxima »  
Cobra Krait, da espécie Bungarus caeruleus. Picada de cobra é uma das principais causas de morte no mundo ocidental em desenvolvimento

Um antiveneno genérico, que não depende do tipo de cobra para ser aplicado, e que possa ser usado em forma de spray nasal. Esta é a novidade que vem sendo estudada com sucesso na California Academy os Science, nos Estados Unidos.

O médico Matt Lewin, desenvolveu, ao lado de uma equipe de anestesistas, uma experiência com um voluntário humano saudável paralisado por uma toxina que imita o veneno de cobras. Pouco mais de 20 minutos após a administrado de um "spray antiparalytic" (spray antiparalisante), resistente ao calor nasal, o paciente estava recuperado.

Os pesquisadores usaram anticolinesterases, parte de um grupo de medicamentos estáveis ao calor e baratos que têm sido utilizados durante décadas para reverter paralisia quimicamente induzida em salas de operação e, de forma intravenosa, para tratar mordedura de cobra, quando os antivenenos não estão disponíveis ou não são eficazes. Eles também têm sido usados com sucesso em modelos animais experimentais.

A pesquisa teve continuidade com a participação de Stephen Samuel, um médico indiano e cientista do Trinity College Dublin, que estava interessado em colaborar na Índia, onde se estima que um milhão de pessoas são picadas por cobras todos os anos, resultando em milhares de mortes. Juntos, eles pesquisaram vários protocolos de tratamento em um hospital rural em Krishnagiri.

No final de junho, Samuel e seus colegas do Hospital Multispeciality TCR, em Krishnagiri, trataram uma vítima de picada de cobra com o spray nasal. Mesmo depois de ter passado pelo tratamento com soro antiofídico, o paciente sofria de paralisia facial persistente após a picada da uma cobra Krait (umas das cinco espécies mais venenosas do mundo). Após o tratamento com o pulverizador nasal, a paralisia facial foi invertida em 30 minutos. Duas semanas depois de ser tratada, o paciente relatou ter retornado às suas atividades diárias.

A Picada de cobra é uma das principais causas de morte no mundo ocidental em desenvolvimento, especialmente entre os jovens saudáveis. É uma das doenças tropicais mais negligenciadas, com número de mortes comparável à da Aids em alguns países em desenvolvimento. Estima-se que 75% das vítimas de picada de cobra, morram antes de chegar a um hospital.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia: Spray nasal contra picada de cobra pode salvar milhares de vidas
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria: Spray nasal contra picada de cobra pode salvar milhares de vidas


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
spray nasal    spray nasal resistente ao calor    spray nasal    anticolinesterases    Picada de cobra    spray nasal para picada de cobra    Matt Lewin   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.