Geral
publicado em 01/08/2013 às 10h43:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: SESA
Foto: SESA
Foto: SESA
Farmacêutica Aline Kaufmann, responsável por uma das farmácias fiscalizadas, apresenta as bulas para os medicamentos Vigilância Sanitária visitou farmácias de manipulação que tiveram 180 dias para se adequarem a lei estadual que obriga o fornecimento de bula Vigilância Sanitária durante inspeção em farmácia de manipulação no Paraná
  « Anterior
Próxima »  
Farmacêutica Aline Kaufmann, responsável por uma das farmácias fiscalizadas, apresenta as bulas para os medicamentos
Vigilância Sanitária visitou farmácias de manipulação que tiveram 180 dias para se adequarem a lei estadual que obriga o fornecimento de bula
Vigilância Sanitária durante inspeção em farmácia de manipulação no Paraná

As Vigilâncias Sanitárias do Paraná começaram a fiscalizar, nesta quarta-feira (31), o cumprimento da lei estadual que obriga farmácias de manipulação a fornecerem bulas magistrais junto a seus medicamentos.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, a medida é pioneira no país e tem como objetivo a "segurança dos consumidores desse tipo de medicamento, que apresenta os mesmos riscos de intoxicação que os remédios industrializados."

As farmácias tiveram 180 dias para se adequar às novas normas e estão sujeitas a sanções sanitárias em caso de descumprimento. As punições vão desde uma primeira notificação ou multa, até a suspensão do direito de manipulação e venda.

Segundo o coordenador do Centro Estadual de Vigilância Sanitária, Paulo Costa Santana, "a grande vantagem é que as bulas são individuais e personalizadas para cada paciente. De acordo com a legislação, elas devem seguir o padrão estabelecido pelo Governo do Estado e conter informações sobre a identificação do paciente e do fabricante, telefone do Serviço de Atendimento ao Consumidor, informações sobre como usar o medicamento, cuidados necessários durante a gravidez e o período de amamentação, o que fazer quando a pessoa esquece de tomar o medicamento, onde e como guardar o medicamento, o que fazer em caso de acidentes, além de outras frases de advertência e informações sobre reações indesejáveis e contraindicações."

Em algumas farmácias, o consumidor poderá escolher ainda entre a bula impressa ou a bula online, enviada através de email cadastrado no estabelecimento. O objetivo é que a pessoa tenha sempre acesso ao conteúdo da bula onde quer que esteja.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Bulas para medicamentos manipulados    medicamentos manipuladas    bulas    Paraná    Paulo Costa Santana    Saúde   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.