Geral
publicado em 15/07/2013 às 02h07:00
   Dê o seu voto:

Mais da metade dos adolescentes da capital mineira tem um autoconceito negativo

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Divulgação Mimandote
Os fatores mais apontados foram instabilidade afetiva e insatisfação com condição social
  « Anterior
Próxima »  
Os fatores mais apontados foram instabilidade afetiva e insatisfação com condição social

Mais da metade (55%) dos adolescentes avaliados em pesquisa realizada em Belo Horizonte apresentou um autoconceito considerado negativo, sendo que o maior percentual foi observado na faixa etária de 10 a 14 anos (57%). Dentre os fatores que levam à avaliação de um autoconceito negativo estão instabilidade na vida afetiva e insatisfação com a condição social.

O autoconceito pode ser definido como uma construção do indivíduo acerca de si e do mundo, isto é, a imagem, a concepção e as idealizações que faz dos outros e de si mesmo. " Entender o autoconceito nesta fase é chegar ao melhor entendimento do processo do desenvolvimento humano" , afirma a psicopedagoga Lauriza Maria Nunes Pinto, responsável pelo estudo

Durante a pesquisa, iniciada em 2009, 1199 questionários foram respondidos por adolescentes em 33 escolas públicas e privadas, de todos os nove distritos sanitários de Belo Horizonte. Foram abordados temas cotidianos, como família, sexualidade, escola, violência e muitos aspectos sobre o que eles pensam de si, do mundo, das relações que estabelecem, do modo como vivem e das expectativas que desenham para o futuro.

Mais da metade dos adolescentes avaliados (55%) apresentou um autoconceito considerado negativo, sendo que o maior percentual foi observado na faixa etária de 10 a 14 anos (57%). Dentre os fatores que levam à avaliação de um autoconceito negativo estão instabilidade na vida afetiva e insatisfação com a condição social.

Por outro lado, a aceitação das próprias limitações e o bem-estar com seu físico reforçam o autoconceito positivo. A escola também foi considerada como importante fator de estabilidade para eles - sentir-se seguro na escola diminui as chances de um autoconceito negativo. Segundo Lauriza Pinto, o adolescente quer ser visível de forma positiva, mas muitas vezes não encontra espaço.

A pesquisa é tema da dissertação de mestrado profissional defendida pela psicopedagoga no Programa de Promoção da Saúde e Prevenção da Violência da Faculdade de Medicina da UFMG.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia: Mais da metade dos adolescentes da capital mineira tem um autoconceito negativo
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria: Mais da metade dos adolescentes da capital mineira tem um autoconceito negativo


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
autoconceito negativo    instabilidade na vida afetiva    insatisfação com a condição social    vida afetiva    condição social    família    sexualidade    violência       
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.