Saúde Pública
publicado em 11/07/2013 às 12h23:00
   Dê o seu voto:

Gravidez na adolescência afeta 16 milhões de meninas por ano

No Dia Mundial da População, comemorado neste 11 de julho, organização pede educação sexual mais adequada

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Marcello Casal Jr./ABr
Foto: UN Photo/Basile Zoma
Adolescentes enfrentam riscos de doenças, lesões e até morte por abortos inseguros Ban Ki-moon, secretário-Geral da ONU
  « Anterior
Próxima »  
Adolescentes enfrentam riscos de doenças, lesões e até morte por abortos inseguros
Ban Ki-moon, secretário-Geral da ONU

A gravidez na adolescência é o tema do Dia Mundial da População em 2013, comemorado nesta quinta-feira (11). Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), 16 milhões de adolescentes entre 15 e 19 têm filhos todos os anos.

Na mensagem sobre a data, o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, lembrou "que muitas adolescentes nunca tiveram a oportunidade de planejar a gravidez."

Ele destacou, ainda, que problemas durante os nove meses e no momento do parto podem causar fístula obstétrica e outras complicações, sendo a principal causa de morte nestes casos.

Segundo Ban, as adolescentes também enfrentam riscos de doenças, lesões e até morte por abortos inseguros.

O Secretário-Geral defende a inclusão de mais meninas na escola primária, para que elas tenham a chance de uma boa educação na adolescência; afirmando que ao ser educada, uma jovem tem a tendência de se casar mais tarde, ficar grávida quando realmente se sentir pronta e ter um rendimento mais elevado.

A ONU pede, ainda, educação abrangente sobre sexualidade, além de acesso a serviços de saúde sexual e reprodutiva, garantia de serviços de planejamento familiar e de prevenção e tratamento de doenças sexualmente transmissíveis, incluindo o HIV.

Idade mínima para o casamento

Para Fundo das Nações Unidas para a População (Unfpa) todos os governos deveriam criar leis que definam os 18 anos como a idade mínima para o casamento, além de prevenir o casamento infantil e suas consequências.

De acordo com o Unfpa, a gravidez na adolescência está ligada à pobreza, desigualdade de gênero, violência, casamento forçado, falta de acesso a escolas e falha do sistema em proteger seus direitos.

Para o Unfpa, quebrar o ciclo da gravidez na adolescência requer compromisso das nações, comunidades e indivíduos em investir nas jovens.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia: Gravidez na adolescência afeta 16 milhões de meninas por ano
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria: Gravidez na adolescência afeta 16 milhões de meninas por ano


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Gravidez na adolescência    Dia Mundial da População    Organização das Nações Unidas    Ban Ki-moon    fístula obstétrica    abortos inseguros    abortos    gravidez planejada    educação sobre sexualidade    sexualidade    idade mínima para casamento   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.