Geral
publicado em 18/06/2013 às 18h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Cientistas da Universidade de Leicester, no Reino Unido, descobriram um fator genético que contribui para o aumento do risco de doenças cardíacas em homens.

A pesquisa representa um importante passo na busca dos mecanismos subjacentes a um maior risco de doença arterial coronariana em homens que carregam um tipo particular do cromossomo Y (haplogrupo I).

A equipe deu continuidade a um estudo anterior que sugeriu que os homens com haplogrupo I do cromossomo Y têm risco 50% maior de desenvolver doença cardíaca.

O novo estudo mostra identifica os possíveis genes do cromossomo Y que poderiam ser responsáveis por sua associação com a doença arterial coronariana.

A doença arterial coronariana é o nome dado para o estreitamento dos vasos sanguíneos que entregam sangue para o coração, o que significa que uma quantidade insuficiente de oxigênio chega ao órgão. Isto pode conduzir a sintomas de angina, tais como a constrição do peito e ataques cardíacos.

A pesquisa atual utilizou uma amostra de cerca de 2 mil homens de quatro populações europeias.

O estudo descobriu que os homens com haplogrupo I tem menor número de cópias dos dois genes importantes do cromossomo Y em macrófagos, tipo de glóbulos brancos envolvidos na defesa contra infecções e aterosclerose.

Especificamente, os homens com haplogrupo I tiveram diminuição da expressão de dois genes: ubiquitously transcribed tetratricopeptide repeat, Y-linked gene (UTY) e protein kinase, Y-linked, pseudogene (PRKY) em macrófagos.

A equipe não encontrou nenhuma associação entre o haplogrupo I e fatores de risco cardiovasculares tradicionais, como hipertensão arterial, tabagismo e obesidade.

A equipe acredita que o estudo representa mais um passo para decifrar a genética por trás de aumento do risco de doença arterial coronariana em homens com haplogrupo I. "Queremos agora investigar se e como a regulação dos genes UTY e PRKY em macrófagos pode se traduzir em aumento do risco de doença arterial coronariana", conclui o pesquisador principal Maciej Tomaszewski.

Veja mais detalhes sobre esta pesquisa (em inglês).

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Fator genético    Doenças cardíacas    Doença coronariana    Universidade de Leicester    Cromossomo Y    Haplogrupo I   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.