Geral
publicado em 18/06/2013 às 11h20:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Monkey Busines
Pesquisa sugere que consumo baixo a moderado de bebidas alcoólicas por semana não afeta a capacidade de equilíbrio das crianças
  « Anterior
Próxima »  
Pesquisa sugere que consumo baixo a moderado de bebidas alcoólicas por semana não afeta a capacidade de equilíbrio das crianças

Consumo moderado de álcool durante a gravidez não parece prejudicar o desenvolvimento neurológico do feto, de acordo com estudo liderado por pesquisadores da Universidade de Bristol, no Reino Unido.

A pesquisa sugere que de 3 a 7 copos de bebidas alcoólicas por semana não afeta a capacidade de equilíbrio das crianças.

Os resultados foram publicados na revista BMJ.

A equipe de pesquisa, liderada por John Macleod, avaliou a capacidade de equilíbrio, indicador de desenvolvimento neurológico pré-natal, de quase 7 mil crianças com dez anos de idade que faziam parte do Avon Longitudinal Study of Parents and Children (ALSPAC).

ALSPAC vem acompanhando a saúde a longo prazo de cerca de 14 mil crianças nascidas entre 1991 e 1992 de mulheres residentes na região de Avon no Reino Unido.

As crianças cujo consumo de álcool da mãe durante (18 semanas) e após a gravidez (47 meses) era conhecido, passaram por uma avaliação do equilíbrio de 20 minutos quando chegaram à idade de dez anos.

A avaliação incluíram equilíbrio dinâmico (andar em uma faixa) e equilíbrio estático (ficar de pé sobre uma perna por 20 segundos) com os olhos abertos e, em seguida, novamente com os olhos fechados. Cada criança tinha duas tentativas no teste.

Seus pais também foram questionados sobre a quantidade de álcool que bebiam quando seus parceiros tinham 3 meses de gravidez. Mais da metade disse que bebia um ou mais copos por semana e um em cada cinco disse que bebia um ou mais copos por dia.

A maioria das mães das crianças não tinha consumido álcool (70%) durante a gravidez, enquanto uma em cada quatro bebia entre um e dois (baixo consumo), três e sete copos por semana (consumo moderado).

Cerca de 4,5% bebeu sete ou mais copos por semana. Destas, cerca de uma em cada sete foi classificada como bebedora compulsiva - quatro ou mais copos em qualquer momento.

A pesquisa mostrou que o maior consumo total de álcool por mães antes e após a gravidez, e também um maior consumo pelo pai durante os primeiros três meses de gravidez, foram associados a um melhor desempenho nas crianças, particularmente para o equilíbrio estático.

Os resultados indicam que, levando em conta fatores de influência como idade, tabagismo e maternidade anterior, o consumo baixo a moderado de álcool não parece interferir com a capacidade de uma criança para se equilibrar.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Álcool    Gravidez    Desenvolvimento do bebê    Universidade de Bristol    John Macleod   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Álcool    Gravidez    Desenvolvimento do bebê    Universidade de Bristol    John Macleod   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.