Ciência e Tecnologia
publicado em 15/06/2013 às 11h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: UC Davis Health System
Diana Miglioretti, pesquisadora responsável pelo estudo
  « Anterior
Próxima »  
Diana Miglioretti, pesquisadora responsável pelo estudo

A redução de exames de raios-X e de tomografia computadorizada (TC) desnecessários em crianças pode diminuir o risco de câncer associado com a radiação em 62%. É o que revela estudo de pesquisadores da UC Davis Health System, nos EUA.

A pesquisa afirma que as 4 milhões de tomografias computadorizadas realizadas em crianças a cada ano poderia resultar em cerca de 4.870 cânceres futuros. Segundo os pesquisadores, reduzir mais de 25% das doses de radiação poderia impedir 2.090, ou 43%, desses futuros cânceres.

"Eliminando também os exames desnecessários, 3.020, ou 62%, dos casos de câncer poderiam ser evitados. Há danos potenciais da tomografia computadorizada, o que significa que há um risco de câncer, embora muito pequeno em cada criança, por isso é importante reduzir o risco de duas maneiras. A primeira é só fazer um exame quando é necessário, e usar imagens alternativas quando possível. A segunda é usar a dose de tomografia adequada para as crianças", afirma a principal autora Diana Miglioretti.

A tomografia computadorizada é um procedimento utilizado para gerar imagens transversais do corpo, em configurações de diagnóstico e terapêuticas. Ela é frequentemente usada em crianças pequenas, que podem ter traumas, por exemplo.

Segundo Miglioretti, sua utilização aumentou dramaticamente porque a tecnologia é eficaz e oferece maior conveniência do que outros métodos de imagem, que não envolvem a radiação ionizante, tais como a imagiologia de ressonância magnética (IRM), que requer que uma criança permaneça em um escâner por um período prolongado de tempo. A ultrassonografia pode ser demorada.

A pesquisa

O estudo retrospectivo foi realizado em diversas crianças do sexo masculino e do sexo feminino com menos de 15 anos.

Os pesquisadores examinaram dados de utilização da tomografia computadorizada dos sistemas de cuidados de saúde entre 1996 e 2010. A dose de radiação e o risco de câncer estimados foram calculados através da análise de 744 tomografias aleatórias da cabeça, abdômen / pelve, tórax e coluna vertebral realizadas de 2001 a 2011.

O estudo constatou que o uso de tomografia computadorizada aumentou entre 1996 e 2005. Entre as crianças menores de 5 anos, o uso do exame duplicou, passando de 11 em 1 mil, em 1996, para 20 em 1 mil em 2005-2007 e, em seguida, diminuiu para 15,8 em 1 mil em 2010.

Entre as crianças de 5 a 14, o uso da tomografia quase triplicou, passando de 10,5 em 1 mil em 1996 a um pico de 27 em 1 mil em 2005, antes de diminuir para 23,9 em 2010.

Os pesquisadores também descobriram que as doses de radiação foram muito variáveis para os exames da mesma região anatômica.

O risco de leucemia induzida por radiação e câncer no cérebro são maiores para a tomografia da cabeça. O risco de câncer sólido por exposição á radiação é maior para as tomografias do abdômen e da pelve. Câncer de mama, tireoide e pulmão e leucemia somam 68% dos cânceres projetados nas meninas expostas à tomografia. Câncer de cérebro, pulmão, cólon e leucemia somam 51% dos futuros cânceres em meninos.

Miglioretti explicou que os órgãos das crianças têm um risco aumentado de câncer derivado da tomografia computadorizada, porque as crianças ainda estão crescendo e suas células estão se dividindo rapidamente. Além disso, o risco de câncer é maior entre as crianças, porque elas estão no início de suas vidas e têm mais tempo para viver.

Ela observou que os médicos podem reduzir a quantidade de dosagem através de um número de diferentes estratégias, incluindo a redução da duração da verificação, concentrando-se apenas na "zona de interesse". Por exemplo, quando a zona de interesse é o abdômen, os médicos devem evitar também a digitalização da pélvis.

De acordo com Miglioretti, as orientações de dosagem para pacientes pediátricos de imagem devem ser acompanhadas de perto.

Veja mais detalhes sobre esta pesquisa (em inglês).

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Raios-X    Tomografia computadorizada    Exames infantis    Câncer    UC Davis Health System    Diana Miglioretti   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.