Ciência e Tecnologia
publicado em 17/12/2009 às 16h45:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Divulgação/NASA
Profissional da área de saúde realiza exame cardiovascular com aparelho de ultrassom
  « Anterior
Próxima »  
Profissional da área de saúde realiza exame cardiovascular com aparelho de ultrassom

Na edição de dezembro da revista Psiquiatria Biológica pesquisadores discutiram os conjuntos de efeitos colaterais metabólicos do tratamento com medicamentos antipsicóticos e como ele pode contribuir para o risco de diabetes, hipertensão e outros problemas médicos associados com a doença cardíaca.
Os investigadores já sabem que existem diferenças entre os antipsicóticos no seu efeito sobre as medidas clínicas associadas ao risco cardiovascular, ou seja, peso, lipídios e glicose.
Usando dados do multi-centro CATIE (Clinical Antipsychotic Trials of Intervention Effectiveness) o estudo examinou o impacto de várias terapias antipsicóticas sobre a evolução da inflamação sistêmica. Seus resultados fornecem evidências de que medicamentos antipsicóticos, particularmente a olanzapina (Zyprexa®, Eli Lilly and Co.) e quetiapina (Seroquel®, AstraZeneca), aumentam os níveis de marcadores de inflamação.
Os marcadores envolvidos incluem a proteína C-reativa, E-selectina e adesão molecular intercelular-1 (ICAM-1). O aumento dos níveis de proteína C-reativa em particular, estão associados com risco aumentado para o desenvolvimento ou progressão de muitas doenças, incluindo doenças cardíacas e derrame.
"Esta análise fornece a evidência mais convincente até agora para datar que as diferenças de responsabilidade metabólica dos antipsicóticos também são vistas nos marcadores de inflamação sistêmica. Além disso ela também oferece um novo impulso para o monitoramento de marcadores de risco cardiovascular em pacientes tratados com antipsicóticos", disse Dr. Jonathan Meyer.
"Os médicos sempre tentam equilibrar os benefícios e os riscos associados aos medicamentos, quando na decisão de prescrever um determinado medicamento para um paciente particular. Quanto mais informação temos sobre as conseqüências médicas da prescrição de medicamentos, melhor as decisões de prescrição podem ser" , avaliou Dr. John Krystal, editor da revista.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Antipsicóticos    Tratamento    Inflamação sistêmica    Doença cardíaca    CATIE    Olanzapina    Quetiapina    Dr. Jonathan Meyer      
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
antipsicóticos    tratamento    inflamação sistêmica    doença cardíaca    CATIE    olanzapina    quetiapina    Dr. Jonathan Meyer       
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.