Ciência e Tecnologia
publicado em 25/05/2013 às 11h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Salk Institute for Biological Studies
Foto: Salk Institute for Biological Studies
Fernando Lopez-Diaz e Beverly M. Emerson, envolvidos no estudo Imagem mostra na cor marrom a ativação da sinalização TGFß (a esq.) e os níveis de p53 (a dir.) em uma biópsia de mama
  « Anterior
Próxima »  
Fernando Lopez-Diaz e Beverly M. Emerson, envolvidos no estudo
Imagem mostra na cor marrom a ativação da sinalização TGFß (a esq.) e os níveis de p53 (a dir.) em uma biópsia de mama

Cientistas do Salk Institute for Biological Studies, nos EUA, identificaram uma proteína que prepara as células para sobreviverem ao crescimento do câncer e à quimioterapia.

A descoberta desse mecanismo de sobrevivência pode levar a novos métodos para impedir o crescimento do câncer ainda em células pré-malignas.

O trabalho foi publicado na revista Molecular Cell.

A equipe de pesquisa, liderada por Fernando Lopez-Diaz, descobriu que a proteína conhecida como o fator de crescimento transformante beta (TGF-ß), considerada como supressora de tumor no início do desenvolvimento do câncer, pode, na verdade, promover o câncer uma vez que a célula entra em um estado pré-canceroso.

A descoberta, uma surpresa para os investigadores, levanta a possibilidade de que, com novos tratamentos, alguns tipos de câncer podem ser impedidos antes mesmo de se desenvolverem.

"Nosso trabalho sugere que pode ser possível deter o desenvolvimento de câncer em células pré-malignas, aquelas que estão apenas algumas divisões longe de serem normais", afirma Lopez-Diaz.

Os oncologistas também podem ser capazes de usar a descoberta para prever se as células pré-malignas em um paciente estão destinadas a se tornarem câncer. "Nem todas as células pré-cancerosas se transformam em tumores. Muitas se autodestroem devido aos mecanismos de defesa celulares", destaca a pesquisadora Beverly M. Emerson.

Segundo os autores, a descoberta explica muitos mistérios oncológicos. Um deles é que ela lança luz sobre como as células cancerosas e pré-cancerosas precoces são capazes de resistir à quimioterapia e outros tratamentos.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Progressão do câncer    Células pré-malignas    Quimioterapia    Salk Institute for Biological Studies    Fernando Lopez-Diaz   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.