Geral
publicado em 16/05/2013 às 17h30:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Jim DeLillo/Foto Stock
Homens que tomam analgésicos opioides por um longo período de tempo têm o maior risco de disfunção erétil
  « Anterior
Próxima »  
Homens que tomam analgésicos opioides por um longo período de tempo têm o maior risco de disfunção erétil

Tomar analgésicos regularmente está associado a um maior risco de disfunção erétil em homens, de acordo com pesquisadores da Oregon Health & Science University, nos EUA.

A pesquisa revela que mais de 19% dos homens que tomaram altas doses de opioides por pelo menos quatro meses receberam prescrição de reposição de testosterona e medicamentos para disfunção erétil em comparação com menos de 7% dos homens que não tomam opioides.

"Os homens que tomam analgésicos opioides por um longo período de tempo têm o maior risco de disfunção erétil. Isso não significa que esses medicamentos causam disfunção erétil, mas a associação é algo que pacientes e médicos devem estar cientes quando decidir se esses medicamentos devem ser usados para tratar a dor nas costas", afirma o principal autor do estudo Richard A. Deyo.

O uso de opioides está crescendo nos EUA. De acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), as vendas de opioides prescritos quadruplicaram entre 1999 e 2010. Os opioides utilizados mais vulgarmente são hidrocodona, oxicodona e morfina.

"Não há dúvida de que, para alguns pacientes o uso de opioides é apropriado, mas também há cada vez mais evidências de que o uso a longo prazo pode causar dependência, overdoses fatais, apnéia do sono, quedas em idosos, diminuição da produção de hormônios, e agora disfunção erétil", observa Deyo, que passou mais de 30 anos estudando tratamentos para dor nas costas.

A equipe de pesquisa identificou 11.327 homens em Oregon e Washington que visitaram seus médicos para dor nas costas ao longo de 2004. Os pesquisadores examinaram os registros de farmácia dos homens seis meses antes e depois da consulta para descobrir se eles tinham recebido prescrições de opioides, medicamentos para disfunção erétil ou reposição de testosterona.

Os resultados mostraram que mais de 19% dos homens que tomaram altas doses de opioides por pelo menos quatro meses também receberam medicamentos para disfunção erétil ou reposição de testosterona. Mais de 12% dos homens que tomaram opioides em baixas doses durante pelo menos quatro meses também receberam reposição de testosterona. Menos de 7% dos homens que não tomaram medicamentos opioides receberam reposição hormonal e medicamentos para disfunção erétil.

Os pesquisadores descobriram que a idade foi o fator mais significativamente associado com a prescrição de reposição de testosterona. Homens de 60 a 69 foram 14 vezes mais prováveis de receber prescrições do que aqueles entre 18 e 29 anos.

Mesmo depois que os pesquisadores ajustaram fatores de risco, o uso de opioides a longo prazo aumentou a probabilidade de receber prescrições de medicamentos para disfunção erétil em 50%.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Analgésicos    disfunção erétil    opioides    Oregon Health & Science University    Richard A. Deyo   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.