Geral
publicado em 16/05/2013 às 12h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Cientistas do Instituto de Pesquisa Biomédica do Texas, nos Estados Unidos, identificaram quatro genes que influenciam os níveis de colesterol "ruim".

A descoberta pode levar ao desenvolvimento de novos medicamentos para reduzir o risco de doença cardíaca.

"Nossas descobertas são importantes porque fornecem novos alvos para o desenvolvimento de medicamentos para reduzir o risco de doença cardíaca em humanos. Uma vez que estes genes foram anteriormente associados ao câncer, nossos resultados sugerem que as causas genéticas da doença cardíaca podem sobrepor-se com as causas de alguns tipos de câncer", afirma a geneticista Laura Cox.

A equipe analisou uma colônia de 1.500 babuínos para encontrar três meio-irmãos com baixos níveis de lipoproteína de baixa densidade (LDL) ou colesterol "ruim" e três meio-irmãos com altos níveis de LDL.

Os animais do estudo foram alimentados com uma dieta rica em colesterol e alto teor de gordura durante sete semanas. Os cientistas então usaram a tecnologia de sequenciamento genético sobre os genes expressos em dois grupos e diferenciaram aqueles nos grupos de baixo LDL e os de LDL elevado.

Eles descobriram que quatro genes (chamados TENC1, ErbB3, ACVR1B e DGKA) influenciam os níveis de LDL. Curiosamente, estes quatro genes fazem parte de uma via de sinalização importante para a sobrevivência das células e a perturbação desta via promove alguns tipos de câncer.

É bem conhecido que um nível elevado de LDL é um importante fator de risco para a doença cardíaca. Apesar dos esforços nos últimos 25 anos para gerenciar os níveis de colesterol através de mudanças no estilo de vida e tratamento com medicamentos, a doença cardíaca continua a ser a principal causa de morte nos Estados Unidos e ao redor do mundo.

A doença cardíaca é um distúrbio complexo que pode ser resultado de interações entre fatores genéticos e ambientais, que ocorrem principalmente por meio de dieta. Para entender por que os seres humanos têm diferentes níveis de LDL e, portanto, a variação no risco de doença cardíaca, os fatores genéticos que provocam estas diferenças precisam ser entendidos.

No entanto, esses estudos são difíceis de serem feitos em seres humanos, porque é praticamente impossível controlar o que as pessoas comem. Em vez disso, os cientistas usaram babuínos, que são semelhantes aos humanos em sua fisiologia e genética, para identificar os genes que influenciam o risco de doença cardíaca.

A nova pesquisa também sugere que conhecer muitos dos genes responsáveis por doenças do coração pode ser necessário para conceber tratamentos eficazes.

O próximo passo na pesquisa é descobrir o mecanismo pelo qual esses genes influenciam o colesterol LDL. "Isso começa a dar-nos as metas específicas para novas terapias. Se tudo correr bem, esta informação pode estar disponível dentro de dois anos", conclui Cox.

Veja mais detalhes sobre esta pesquisa (em inglês).

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Colesterol 'ruim'    LDL    genes    câncer    influência genética    Instituto de Pesquisa Biomédica do Texas    Laura Cox   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.