Ciência e Tecnologia
publicado em 07/05/2013 às 23h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Equipe de pesquisadores da New York Stem Cell Foundation, nos EUA, criou substitutos ósseos específicos a partir de células da pele para reparação de grandes defeitos nos ossos.

Pesquisa representa grande avanço em tratamentos reconstrutivos personalizados para pacientes com danos ósseos resultantes de doença ou traumatismo.

Este avanço vai facilitar o desenvolvimento de enxertos ósseos tridimensionais personalizáveis feitos sob medida, combinados para atender às necessidades exatas e perfil imunológico de cada paciente.

Após retirar células da pele, os cientistas utilizaram uma técnica avançada chamada "reprogramação" para reverter células adultas em um estado semelhante ao embrionário. Essas células-tronco pluripotentes induzidas (iPS) têm a mesma informação genética que o paciente e podem se transformar em qualquer dos tipos de células do corpo.

A equipa guiou estas células iPS a se tornarem células progenitoras formadoras de osso e semearam as células sobre um suporte para a formação óssea tridimensional. Em seguida, colocaram as construções em um dispositivo chamado biorreator, que fornece nutrientes, elimina desperdícios e estimula a maturação, simulando um ambiente de desenvolvimento natural.

Depois de uma abrangente análise in vitro do osso gerado, a equipe avaliou a estabilidade quando transplantado em um modelo animal e verificou o risco de formação de tumores.

Os substitutos ósseos derivados de células iPS foram implantados sob a pele de ratos imunocomprometidos. Após 12 semanas, as células amadureceram e não mostraram malignidades, mas sim maturação completa do tecido do osso, enquanto as células dos vasos sanguíneos começaram a integrar ao longo dos enxertos. Estes resultados indicam a estabilidade dos substitutos de osso.

Os cientistas advertem que, embora esses resultados representem um grande avanço, mais pesquisas são necessárias antes de enxertos ósseos derivados de células da pele possam alcançar os pacientes.

Os próximos passos incluem a otimização do protocolo e o crescimento bem sucedido dos vasos sanguíneos dentro do osso.

"Nenhum outro grupo de pesquisa publicou um trabalho sobre a criação totalmente viável e funcional de substitutos ósseos tridimensionais a partir de células iPS humanas. Esses resultados nos colocam mais perto de alcançar nosso objetivo final e desenvolver tratamentos mais promissores para os pacientes", conclui o pesquisador Giuseppe Maria de Peppo.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Enxertos ósseos    substitutos ósseos    células da pele    células-tronco pluripotentes induzidas    New York Stem Cell Foundation    Giuseppe Maria de Peppo   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.