Saúde Pública
publicado em 06/05/2013 às 09h48:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Rodolfo Oliveira / Ag. Pará
Foto: Antônio Cruz/Abr
Profissonais de saúde e parteiras de oito municípios do Marajó aprenderam mais sobre pré natal, parto, cuidados e reanimação de recém nascidos A índia shanenawá Edna Brandão, do Acre, fala no Encontro Nacional de Parteiras Tradicionais
  « Anterior
Próxima »  
Profissonais de saúde e parteiras de oito municípios do Marajó aprenderam mais sobre pré natal, parto, cuidados e reanimação de recém nascidos
A índia shanenawá Edna Brandão, do Acre, fala no Encontro Nacional de Parteiras Tradicionais

Segundo as Organização das Nações Unidas (ONU), parteiras capacitadas, com equipamento e apoio necessários, podem representar a diferença entre a vida e a morte para 300 mil mulheres e até 10 vezes mais recém-nascidos.

A informaçõa foi divulgada, neste domingo (5), durante as comemorações do Dia Internacional da Parteria.

O Fundo de População da ONU (Unfpa) e a Confederação Internacional de Parteiras (ICM) disseram que o trabalho dessas profissionais contribui para o "milagre da vida" e do bem estar de mulheres e crianças no mundo inteiro.

Para as duas organizações, esse trabalho é crucial para se atingir, não só, as Metas de Desenvolvimento do Milênio até 2015, mas também, os objetivos traçados para depois desta data.

De acordo com representantes da ONU, em todo o mundo o trabalho das parteiras não se resume ao cuidado das gestantes antes e depois do parto. Elas fornecem uma variedade de ajuda em emergências humanitárias.São responsáveis, ainda, por treinar e supervisionar trabalhadores de saúde comunitários para que eles possam prestar informações e promover práticas seguras.

Segundo o Unfpa, elas são a chave para garantir acesso universal ao planejamento familiar voluntário. Os especialistas explicam que isso, somente, poderia ajudar a prevenir 87 milhões de casos de gravidez não intencional.

Mais de 220 milhões de mulheres no mundo inteiro querem adiar ou evitar a gravidez, mas não têm os meios modernos para conseguir isso. O aconselhamento das parteiras é fundamental para ajudar recém-casados e mulheres a tomarem a melhor decisão.

O Fundo de População da ONU disse que as diferenças econômicas, desigualdades nos países e falta de acesso a serviços em algumas áreas provocaram uma diminuição de até 350 mil, no número de parteiras disponíveis.

O Unfpa e a ICM pediram aos países que trabalhem juntos para lidar com os desafios de desigualdades e da falta de acesso aos serviços de parteiras.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Dia Internacional das Parteiras    Confederação Internacional de Parteiras    Organização das Nações Unidas    Fundo de População da ONU    planejamento familiar voluntário   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.