Saúde Pública
publicado em 05/05/2013 às 11h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: University of Michigan Health System
Mais da metade dessas infecções podem ser prevenidas por meio da limpeza correta das mãos por médicos e enfermeiros
  « Anterior
Próxima »  
Mais da metade dessas infecções podem ser prevenidas por meio da limpeza correta das mãos por médicos e enfermeiros

No Dia da Higiene das Mãos, 5 de maio, a Organização Mundial da Saúde (OMS) está incentivando os pacientes e seus familiares se unir aos profissionais de saúde em seus esforços para praticar a boa higiene das mãos.

Todos os anos, milhões de pacientes em todo o mundo são afetados por infecções associadas aos cuidados de saúde. Estas infecções levam ao sofrimento físico e psicológico e por vezes causam a morte dos pacientes, e perdas financeiras para os sistemas de saúde.

Mais da metade dessas infecções podem ser prevenidas por meio da limpeza correta das mãos por médicos e enfermeiros em momentos-chave no atendimento ao paciente.

Infecções associadas aos cuidados de saúde geralmente ocorrem quando os germes são transferidos pelas mãos dos profissionais de saúde em contato com o paciente. As infecções mais comuns são as do trato urinário e infecções de sítio cirúrgico, pneumonia e infecções da corrente sanguínea. De cada 100 pacientes hospitalizados, pelo menos, sete nos países desenvolvidos e 10 em países em desenvolvimento vão adquirir uma infecção associada aos cuidados de saúde. Entre os pacientes criticamente doentes e vulneráveis em unidades de cuidados intensivos, esse número sobe para cerca de 30 por 100.

Praticar a boa higiene das mãos durante os cuidados de saúde usando a esfregação das mãos à base de álcool ou lavagem com água e sabão, se visivelmente sujo, reduz o risco dessas infecções.

"Infecções associadas aos cuidados de saúde são um grande fardo em todo o mundo e ameaçam a segurança e o cuidado dos pacientes. Eu peço a comunidade de cuidadores da saúde e pacientes que ajam de forma firme e decisiva para salvar vidas deste mal evitável", afirma Sir Liam Donaldson, enviado da OMS para a Segurança do Paciente.

"Salve vidas: limpe suas mãos"

Mais de 15 700 instalações de saúde com mais de 9 milhões de trabalhadores de saúde em 168 países inscreveram seu compromisso com a boa higiene das mãos como parte da campanha mundial da OMS: "SALVE VIDAS: limpe suas mãos".

A campanha está em vigência desde 2009 e 12 novos países aderiram no ano passado.

Segundo a OMS, quando se trabalha com os pacientes, a higiene das mãos deve ser realizada em cinco momentos-chave, de preferência usando álcool ou água e sabão para lavar as mãos, se estiverem visivelmente sujas. Os cinco momentos para a higienização das mãos são:

antes de tocar em um paciente;

antes de procedimentos de limpeza e assepsia;

após o contato com fluidos corporais;

depois de tocar um paciente;

depois de tocar o ambiente do paciente.

A organização acredita que gerar a conscientização e a participação do paciente é fundamental para o aumento de oportunidades para a segurança do paciente. Muitas unidades de saúde educam e encorajam os pacientes e suas famílias a participarem da higiene das mãos.

"A participação do paciente pode ser uma ferramenta poderosa para alcançar melhorias na área da saúde. Embora a capacidade dos pacientes de estarem envolvidos irá variar em diferentes culturas e situações, os familiares dos pacientes, muitas vezes ajudam com prestação de cuidados e são alguns dos melhores defensores de seus entes queridos, o que os torna bons aliados neste processo", afirma Benedetta Allegranzi, da OMS.

Os pacientes e seus familiares podem participar:

pedindo informações sobre todas as iniciativas existentes que envolvem pacientes na unidade de saúde e;

pedindo aos trabalhadores de saúde que estão prestes a tocá-los para limpar suas mãos, e agradecê-los quando o fazem.

No Dia da higiene das Mãos, a OMS convida também as unidades de saúde para tomar medidas sobre monitoramento de práticas de higiene das mãos e fornecer feedback aos profissionais de saúde. Estes são elementos essenciais de estratégias bem-sucedidas para reduzir as infecções associadas aos cuidados de saúde.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Dia da Higiene das Mãos    higiene das mãos    higienização    infecções hospitalares    Organização Mundial da Saúde   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.