Geral
publicado em 30/04/2013 às 14h51:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Marcelo Camargo/ABr
Usuários de crack são levados por membros da Missão Belém, instituição conveniada com o governo de São Paulo e que promove a acolhida voluntária dos usuários nas ruas da cidade
  « Anterior
Próxima »  
Usuários de crack são levados por membros da Missão Belém, instituição conveniada com o governo de São Paulo e que promove a acolhida voluntária dos usuários nas ruas da cidade

Santo André (SP) é o primeiro município do interior do país a aderir ao programa Crack do governo federal. O estado de São Paulo e a capital já haviam aderido ao programa. A adesão pretende levar ao município, até 2014, um Consultório na Rua, 10 leitos de saúde mental em Hospital Geral, três Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) porte III, um CAPS infantil e um CAPS Álcool e Drogas 24 horas. Para essas ações, o Ministério da Saúde irá destinar mais R$ 4 milhões anuais a mais em recursos de custeio ao município, totalizando repasse anual de R$ 6,4 milhões.

"Só é possível enfrentar o crack se você aliar as ações de segurança - controle, autoridade, policiamento, buscar combater o tráfico, com as ações de cuidado como essa na área da saúde e da assistência social, e a ações de prevenção, que envolvem educação, esporte, cultura. Só assim que você consegue enfrentar um problema tão sério que acomete a juventude e leva o sofrimento de famílias, como o crack" , afirmou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

Com a adesão ao programa, o município amplia sua rede de atendimento, que já conta até então com um CAPS Álcool e Drogas, um CAPS infanto-juvenil e dois CAPS porte III. Somente essa estrutura totaliza um repasse anual de cerca de R$ 2,4 milhões do Ministério da Saúde a Santo André.

O Centro Hospitalar recebeu ainda duas Centrais de Monitorização - cada uma delas permite realizar o monitoramento de até 16 pacientes ao mesmo tempo. Atualmente, o hospital conta com 232 leitos voltados, principalmente para o atendimento de urgência e emergência. São cerca de 800 pacientes atendidos por dia.

O programa Crack, é Possível Vencer é interministerial e conta com ações dos ministérios da Justiça, da Saúde e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, da Casa Civil e da Secretaria de Direitos Humanos. Já aderiram ao programa os estados de Alagoas, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Acre, Santa Catarina, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Piauí, Paraná, Ceará, São Paulo e o Distrito Federal.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Crack    é possível vencer    dependência de crack    Centros de Atenção Psicossocial    CAPS Álcool e Drogas 24 horas    CAPS infantil    Ministério da Saúde   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.