Geral
publicado em 28/04/2013 às 13h30:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: CDC
Equipe descobriu proteína no parasita da malária que se desenvolve dentro do mosquito transmissor e é essencial para transmissão da doença
  « Anterior
Próxima »  
Equipe descobriu proteína no parasita da malária que se desenvolve dentro do mosquito transmissor e é essencial para transmissão da doença

Cientistas do Reino Unido descobriram uma proteína no parasita da malária que se desenvolve dentro do mosquito transmissor e é essencial para transmissão da doença.

A descoberta identifica a proteína como um novo alvo potencial para tratamentos com drogas para prevenir o paludismo de ser transmitido aos seres humanos.

Os pesquisadores descobriram que quando a proteína CAX, transportador responsável por controlar o nível de cálcio no interior das células, está ausente durante as fases de reprodução sexual do parasita dentro de um mosquito, o parasita morre antes de se desenvolver plenamente. Eles descobriram que a proteína transportadora de cálcio é responsável por proteger o parasita de níveis potencialmente letais de cálcio durante estas fases.

Os resultados sugerem que novos tratamentos podem ser desenvolvidos para atingir estágios de reprodução sexuada do parasita. Estes, ao contrário dos atuais medicamentos antimaláricos, iriam bloquear a transmissão do parasita do mosquito para os humanos, interrompendo o ciclo de infecção.

A pesquisa foi publicada na revista PLoS Pathogens.

Todos os organismos vivos requerem cálcio para sobreviver, já que ele é necessário para os processos celulares vitais. A concentração de cálcio dentro das células é regulada por proteínas transportadoras específicas. A classe mais eficaz de drogas antimaláricas, a artemisinina, inibe um dos dois transportadores de cálcio conhecidos do parasita, assim estes transportadores já são vistos como alvos viáveis para tratamentos com medicamentos. O outro transportador de cálcio é um tipo chamado CAX, por isso os pesquisadores começaram a investigar seu papel no desenvolvimento do parasita.

Utilizando um modelo de rato, os cientistas removeram o gene a partir do qual CAX é produzida. Enquanto parasitas sem este transportador de cálcio cresceram normalmente dentro de seu hospedeiro animal, eles não sobreviveram após a ingestão no intestino de um mosquito. Esta é a fase em que o parasita começa a reprodução sexuada, permitindo que ele se multiplique. Quando o cálcio em torno do parasita foi removido nesta fase, o parasita se desenvolveu normalmente. Isto sugere que o transportador de cálcio ajuda o parasita a lidar com mudanças nos níveis de cálcio.

"Cada vez mais a pesquisa está focada no desenvolvimento de novos medicamentos e vacinas para interromper a transmissão da malária, e a proteína que foi estudada parece ser um bom alvo para se atingir. O fato de que o transportador é essencial para o desenvolvimento sexual do parasita fornece um foco para as estratégias de bloqueio de novas transmissões", afirma o líder da pesquisa Henry Staines, da St George' s, University of London.

Para passar de humanos para mosquitos, a malária requer um pequeno grupo de parasitas especializados que são produzidos na corrente sanguínea do ser humano infectado, mas que ficam adormecidos até que eles sejam sugados por um mosquito. Para direcionar CAX, um novo tratamento medicamentoso precisaria se acumular dentro desses parasitas dormentes e permanecer ativo durante toda a sua reprodução sexual dentro de um mosquito, quando CAX é essencial. Isto pode matar o parasita antes de estar totalmente desenvolvido e prevenir a infecção de ser transmitida.

A equipe ressalta que, embora este estudo tenha identificado CAX como um alvo excelente e forneça as ferramentas necessárias para explorar essa descoberta, mais trabalho é necessário para identificar inibidores potentes do transportador.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Malária    Transmissão da malária    Proteína CAX    Paludismo    St George's    University of London    Henry Staines   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Malária    transmissão da malária    proteína CAX    paludismo    St George's    University of London    Henry Staines   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.