Geral
publicado em 16/04/2013 às 18h31:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: SECOM RJ
Total de notificações em gestantes até 14a. semana de 2013 já representa 73% de todos os casos de 2012
  « Anterior
Próxima »  
Total de notificações em gestantes até 14a. semana de 2013 já representa 73% de todos os casos de 2012

O número de mulheres grávidas que contraíram dengue no estado do Rio de Janeiro mais que dobrou nas 14 primeiras semanas de 2013 se comparado com o mesmo período do ano passado, de acordo com dados da Superintendência de Vigilância Epidemiológica e Ambiental da Secretaria de Saúde.

De janeiro até agora, foram notificados casos de dengue em 358 grávidas no estado, a maioria moradoras das regiões Norte e Noroeste Fluminense. Em 2012, no mesmo período, foram 164 notificações da doença. No início da gestação, a dengue pode levar à má formação do bebê ou ao aborto.

Em todo ano de 2012, foram registrados 490 casos de dengue em mulheres grávidas. Em 2011, foram 747 casos e um óbito." Os riscos de uma gestante adquirir dengue são iguais aos de qualquer outra pessoa. Porém, os cuidados precisam ser redobrados. É necessário enfatizar a importância do acompanhamento clínico regular nos serviços de saúde para verificar os sinais de alarme e o reconhecimento da doença. O diagnóstico precoce é vital para que a intervenção seja feita em tempo hábil ", afirma Alexandre Chieppe, superintendente de Vigilância Epidemiológica e Ambiental da Secretaria de Estado de Saúde.

No protocolo de atendimento a pacientes com dengue do Ministério da Saúde, as gestantes devem receber acompanhamento ambulatorial com hidratação supervisionada e o exame de hemograma é obrigatório. A cada 24 horas, deve ser feita uma nova avaliação de seu estado de saúde. Segundo o documento, elas ocupam classificação de risco intermediário.

O superintendente explica que a mulher grávida possui características únicas que dificultam a avaliação clínica. Sinais clássicos da doença, como febre, dores musculares, cefaléia e manchas pelo corpo, nem sempre são claros. O problema ocorre quando as alterações específicas da gravidez impedem o reconhecimento precoce do vírus. Complicações, como a síndrome de HELLP (hemolysis elevated liver enzymes low plaquets), também podem confundir o manejo clínico. A síndrome é decorrente de doença hipertensiva e pode apresentar sintomas iguais à dengue, evoluindo com quadro de choque. Geralmente não há sinais de febre alta ou dor muscular, mas a diferença é sutil. Nesse caso, é fundamental o acompanhamento médico para um diagnóstico clínico associado a exames laboratoriais.

Além disso, a hidratação, considerado o melhor procedimento para enfrentar o vírus, pode gerar dúvidas quando administrada para gestantes. Isso se deve às mudanças que ocorrem no corpo feminino. Como as grávidas retêm mais líquidos que o habitual, os sinais de desidratação podem ser encobertos. Por outro lado, há também o risco de hiper-hidratação. Os limites para a falta ou o excesso de líquido são tênues.

Dengue Neonatal

Há chances da mãe passar a doença para o bebê, que já nasce com os sintomas. Como nem sempre os sinais e sintomas são evidentes, é preciso ter atenção extra: a doença se manifesta de forma parecida com outras doenças virais. " O que vai levar a uma suspeita de dengue neonatal é a história clínica materna. Quando o neném nasce com algum tipo de sinal ou sintoma que sugira uma infecção intrauterina, o caso deve ser relacionado com o histórico materno durante a gravidez para que o diagnóstico seja mais preciso", explica Chieppe.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
casos de dengue em grávidas    casos de dengue em grávidas no Rio de Janeiro    dengue    notificações de dengue    Superintendência de Vigilância Epidemiológica e Ambiental da Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.