Ciência e Tecnologia
publicado em 16/04/2013 às 17h30:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Mccormick/Northwestern University
Dean Ho (ao centro), líder da pesquisa
  « Anterior
Próxima »  
Dean Ho (ao centro), líder da pesquisa

Pesquisadores da UCLA, nos EUA, desenvolveram um tratamento mais eficaz para um tipo agressivo de câncer de mama que utiliza partículas de diamante em nanoescala, chamadas nanodiamantes.

Os nanodiamantes são especialmente mais eficazes no tratamento de câncer de mama triplo negativo (TNBC), que tende a ser mais agressivo do que os outros tipos e mais propenso a reincidir, e também pode ter uma maior taxa de mortalidade.

Partículas de diamante em nanoescala têm entre 4 e 6 nanômetros de diâmetro e a forma de pequenas bolas de futebol. Subprodutos da indústria mineira, as partículas podem formar aglomerados após a ligação com medicamentos e tem a capacidade de entregar o tratamento anticâncer precisamente nos tumores, melhorando significativamente o efeito da droga.

Testes com ratos mostraram que a entrega com nanodiamantes foi capaz de penetrar em tumores de animais com câncer de mama negativo triplo.

Os resultados forma publicados na revista Advanced Materials.

"Este estudo demonstra a versatilidade do nanodiamante como agente de entrega de drogas a um local do tumor. O agente que desenvolvemos reduz os efeitos secundários tóxicos que são associados ao tratamento e causa reduções significativas no tamanho do tumor", afirma o pesquisador Dean Ho.

A equipe combinou vários componentes anticancerígenos na superfície dos nanodiamantes, incluindo Epirrubicina, medicamento de quimioterapia altamente tóxico, mas amplamente utilizado em combinação com outros medicamentos contra o câncer.

O novo composto foi, então, ligado a um material da membrana celular revestido com anticorpos que foram orientados para o receptor do fator de crescimento epidérmico, que é altamente concentrado nas superfícies das células TNBC. O agente resultante é um sistema de entrega de drogas chamado composto lipídico nanodiamante-híbrido, ou NDLP.

Quando testado em ratinhos, o agente diminuiu o crescimento do tumor e eliminou os efeitos secundários devastadores do tratamento do câncer.

Devido à sua toxicidade, a Epirrubicina, quando administrada sozinha pode causar efeitos secundários graves, tais como insuficiência cardíaca e redução da contagem de células brancas do sangue, e tem sido associada a um risco aumentado de leucemia.

No estudo, todos os ratos que receberam o medicamento sozinho morreram bem antes da conclusão do estudo. Mas todos os ratos que receberam Epirrubicina através dos NDLPs sobreviveram ao tratamento, e alguns dos tumores regrediram até que já não eram visíveis.

A equipe de investigação está agora estudando a eficácia e a segurança das NDLPs em animais maiores. "Essas descobertas servem como precursores para testes em humanos", concluem os pesquisadores.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Partículas de diamante    Câncer de mama    Câncer de mama triplo negativo    UCLA    Dean Ho   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Partículas de diamante    câncer de mama    câncer de mama triplo negativo    UCLA    Dean Ho   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.