Profissão Saúde
publicado em 02/04/2013 às 19h25:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Antonio Cruz/ABr
Foto: Antonio Cruz/ABr
Foto: Antonio Cruz/ABr
Cerca de 400 médicos de todo o Brasil se reúnem no Senado para debater algumas das principais questões que envolvem o exercício da Medicina e a qualidade da assistência na saúde O evento, chamado de Concentração dos Médicos, tem o apoio das entidades médicas nacionais Ação também conta com a participação de deputados federais e senadores
  « Anterior
Próxima »  
Cerca de 400 médicos de todo o Brasil se reúnem no Senado para debater algumas das principais questões que envolvem o exercício da Medicina e a qualidade da assistência na saúde
O evento, chamado de Concentração dos Médicos, tem o apoio das entidades médicas nacionais
Ação também conta com a participação de deputados federais e senadores

Médicos e parlamentares cobraram do governo federal uma política de interiorização da saúde pública capaz de distribuir melhor os profissionais do setor no país.

Durante mobilização realizada, nesta terça-feira (2), na Câmara dos Deputados, a categoria criticou, o posicionamento do governo em relação ao número de médicos atuando no Brasil. Não compreendemos as declarações de falta de médico, disse o vice-presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), Carlos Vidal. "Falta é distribuição adequada e isso depende de estímulo", completou.

O representante da Associação Médica Brasileira (AMB), José Estrino, lembrou que, desde 2002, os médicos cobram uma melhor definição da profissão por meio da aprovação do ato médico. Ele chegou a descrever a atual estratégia do governo como a promoção de uma saúde pública barata para os pobres.

"O governo acha que faltam médicos, que não faltam recursos, que o problema é na gestão. Mas de quem é a responsabilidade pela gestão?" , questionou.

Para o presidente da Comissão de Assuntos Sociais do Senado, senador Waldemir Moka (PMDB-MS), falta mobilização dos próprios médicos. Ele defendeu que a categoria tem força política para aprovar demandas como a criação de uma carreira de Estado. "Mas não conseguimos traduzir essa força".

Já o deputado Ronaldo Caiado (DEM-GO) cobrou, além da política de interiorização dos médicos, a aprovação da chamada PEC da Saúde, que trata do financiamento do Sistema Único de Saúde (SUS). "Temos alternativas. Vamos aprovada a PEC e financiar a saúde com mais condições", disse. "Estão satanizando o médico pela situação caótica da saúde pública no Brasil", concluiu.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
manifestação de médicos    câmara dos deputados    distribuição de profissionais de saúde    falta de médicos    Carlos Vidal    v José Estrino   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.