Saúde Pública
publicado em 01/04/2013 às 21h35:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Amplamente divulgado em todo país, a posição do Conselho Federal de Medicina (CFM) de defender o direito ao aborto até a 12ª semana de gestação, agora, divide a classe médica.

Artigo divulgado, nesta segunda-feira (01), assinado pelos presidentes da Associação Paulista de Medicina (APM), Florisval Meinão, e da Associação Médica Brasileira (AMB), Florentino Cardoso, afirma que é fundamental esclarecer que este não é o pensamento de todos os médicos brasileiros.

" A medicina é uma ciência que cuida da vida e a respeita prioritariamente. Crianças em gestação de até 12 semanas são seres vivos. Portanto, aprovar a autonomia pura e simples da mãe sobre a interrupção da gravidez equivale a concordar com a eliminação de vidas sem maiores justificativas. Esta prática não condiz com os princípios da medicina, na opinião de parcela significativa dos médicos," afirma o artigo.

" Sendo assim, consideramos precipitado o indicativo de uma entidade médica, da forma contundente como ocorreu, sobre um tema tão delicado e polêmico, que deve ser amplamente debatido pela sociedade como um todo. Os médicos, como qualquer outro segmento social, obviamente têm direito de expressar suas opiniões. No entanto, por não refletir a posição consensual dos profissionais de medicina, a manifestação do CFM pode confundir a opinião pública e, inclusive, prejudicar a imagem dos médicos perante a população,"

A proposta levada ao Congresso Federal pelo CFM foi aprovada com apoio dos 27 conselhos regionais de Medicina (CRMs), no 1° Encontro Nacional de Conselhos de Medicina 2013, segundo o presidente Roberto Luiz d'Ávila, Essa é uma das propostas previstas na ampliação das possibilidades de aborto, em discussão na reforma do Código Penal Brasileiro, desde ano passado no Senado.

" Somos a favor da vida, mas queremos respeitar a autonomia da mulher que, até a 12ª semana, já tomou a decisão de praticar a interrupção da gravidez" , disse o presidente do CFM Roberto Luiz d'Ávila, na semana passada.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   APM    AMB    Aborto    CFM    Florisval Meinão    Conselho Federal de Medicina    Florentino Cardoso    Roberto Luiz d'Ávila    Código Penal   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
APM    AMB    Aborto    CFM    Florisval Meinão    Conselho Federal de Medicina    Florentino Cardoso    Roberto Luiz d'Ávila    Código Penal   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.