Geral
publicado em 30/03/2013 às 13h30:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Brown University
Matthew Schewede (a esq.) e Eric Morrow envolvidos no estudo
  « Anterior
Próxima »  
Matthew Schewede (a esq.) e Eric Morrow envolvidos no estudo

Pesquisadores da Brown University, nos EUA, descobriram que dois genes associados com formas raras de autismo também estão ligados a formas mais gerais da condição.

A descoberta sugere uma nova via genética para ser investigada na pesquisa do autismo em geral.

Os genes codificam as proteínas NHE6 e NHE9, que são responsáveis por trocas bioquímicas no endossomas das células. As mutações no gene NHE6 são uma causa direta de Síndrome de Christianson, enquanto as mutações no gene NHE9 levam a uma forma grave de autismo com epilepsia.

No novo estudo, os pesquisadores encontraram um padrão específico de regulação desses dois genes nos cérebros de crianças com autismo em comparação com o cérebro de crianças não autistas.

"Esses genes desempenham um papel importante, não apenas nas raras formas de autismo, mas também na patologia generalizada de autismo. No autismo, as pessoas ficam sobrecarregadas porque há centenas de genes diferentes. Uma das coisas importantes é encontrar pontos de convergência em que há eventos que podem ser comuns a diferentes formas da condição", afirma o autor sênior da pesquisa Eric Morrow.

O novo estudo sugere que a desregulação de NHE6 e NHE9 é tal evento de convergência.

A equipe realizou uma análise estatística de amostras de RNA mensageiro de um banco de tecido cerebral doado postumamente por algumas crianças que tiveram autismo e alguns saudáveis. O RNA mensageiro é um leitor molecular chave no processo de expressão de genes, tornando-se um indicador de como a expressão do gene foi regulada no córtex cerebral de cada uma das crianças.

Guiados por Morrow, o autor da pesquisa Matthew Schewede e seus colegas buscaram apenas identificar o que estava acontecendo e quais genes eram mais ou menos regulados no córtex cerebral do autismo neste conjunto de dados.

No entanto, os resultados de Schwede sobre os genes NHE chamaram a atenção de Morrow, em particular, porque ele vinha estudando os genes NHE6 e NHE9 e as formas raras de autismo que eles causam. "Quando percebemos que alguns genes de interesse para o nosso laboratório foram alterados no córtex cerebral, focamos a análise sobre esses genes em particular, e como eles estavam relacionados com outros processos", explica Schwede.

Schwede fez uma segunda descoberta chave. Uma correlação forte e significativa entre o excesso dos genes NHE e a escassez de genes de sinapse, que é conhecido por ocorrer no autismo.

Segundo os pesquisadores a análise puramente estatística não explica a fisiologia de como o excesso NHE9 e a falta de NHE6 afetariam a formação de sinapses ou autismo geral, mas o grupo tem um claro passo seguinte, observar os efeitos neurais e comportamentais no laboratório da regulação dos genes em diferentes sistemas experimentais.

"Os resultados estatísticos apontam o valor de estudar formas raras de autismo, não só para o bem dos pacientes que têm essas condições, mas também porque isso pode informar a pesquisa sobre outras formas de autismo", conclui Morrow.

A pesquisa foi publicada na revista científica Molecular Psychiatry.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Autismo    Tipos raros de autismo    Mutação genética    Brown University    Eric Morrow   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Autismo    tipos raros de autismo    mutação genética    Brown University    Eric Morrow   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.