Geral
publicado em 25/03/2013 às 13h37:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Estudo realizado pelo Instituto de Infectologia Emílio Ribas, em São Paulo, com 120 mulheres vítimas de Aids, indica que 26% delas sofrem de depressão. O principal motivo apontado como causa do quadro depressivo foi a falta de suporte afetivo de familiares e amigos que, em razão do preconceito ou falta de informação, acabam se afastando das vítimas.

De acordo com a psiquiatra, Valéria Mello, autora da pesquisa, a falta de apoio familiar e de amigos gera uma impactante desmotivação até mesmo para continuar com o tratamento medicamentoso, o que aumenta muito as chances da pessoa desenvolver um quadro depressivo.

" Além de sofrerem com o choque de saber que estão com uma doença sem cura e ter que lidar com toda a sua complexidade, também sofrem com o preconceito dos próprios familiares e de pessoas próximas, justamente em um momento em que o apoio afetivo é imprescindível e faze toda a diferença para um tratamento de sucesso" , explica.

Outra curiosidade apontada pelo estudo foi que 60% das mulheres entrevistadas relataram já ter passado por depressão, em algum momento, após o conhecimento do diagnóstico de HIV. Durante o levantamento, foram ouvidas mulheres na faixa etária entre 35 e 40 anos de idade, diagnosticadas, em média, há cinco anos com HIV.

Ainda de acordo com o estudo, 46% das mulheres estavam casadas, 27% solteiras, 9% divorciadas e 16% viúvas. A maioria das mulheres afirmou ter sido contaminada pelo seu cônjuge.

De acordo com o Centro de Referência DST/Aids de São Paulo, foram registrados 212.551 casos de Aids no período de 1980 a 30 de junho de 2011, somente no estado, sendo 145.340 (68,4%) em homens e 67.193 (31,6%) em mulheres.

O Instituto Emílio Ribas oferece apoio psicológico e psiquiátrico para os pacientes portadores de HIV/Aids e conta com uma equipe multidisciplinar voltada para assistir as pessoas com o diagnóstico recente de HIV. Em 2012, foram realizadas 3,8 mil consultas psiquiátricas e 11,2 mil atendimentos psicológicos no ambulatório da instituição.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   HIV    Aids    Apoio afetivo    Saúde da mulher    Instituto de Infectologia Emílio Ribas    São Paulo   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
HIV    Aids    apoio afetivo    saúde da mulher    Instituto de Infectologia Emílio Ribas    São Paulo   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.