Geral
publicado em 15/03/2013 às 12h03:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Estudo realizado na França revela que 14 adultos infectados pelo HIV parecem estar "funcionalmente curados", ou seja, ainda carregam pequenos reservatórios do vírus, mas não apresentam sintomas, apesar da interrupção do tratamento.

Os investigadores acreditam que a chave para alcançar este resultado notável pode ser o início mais cedo possível do tratamento após a infecção.

O autor Asier Sáez-Cirión e seus colegas do Institut Pasteur, na França, relataram os resultados na revista PLoS Pathogens.

A equipe começou a monitorar os 14 adultos quando eles recebiam medicamentos antirretrovirais, dentro de 10 semanas após a infecção pelo HIV. Os pacientes interromperam o tratamento, em média, cerca de três anos mais tarde (as drogas foram retirados sob supervisão médica).

Até agora, afirmam os pesquisadores, os pacientes têm sido capazes de manter a carga viral sob controle por uma média de 7,5 anos, sem tratamento medicamentoso adicional.

Uma das razões para o HIV ser tão difícil de lidar é que depois de uma infecção aguda, o vírus estabelece reservatórios em células hospedeiras que permitem esconder e voltar. Mesmo após anos de tratamento, uma vez que as drogas são retiradas, a maioria dos pacientes tem retorno da infecção.

No entanto, há uma pequena minoria de doentes infectados com HIV (menos de 1%), nos quais o vírus praticamente desaparece, sem a ajuda de tratamento. Conhecidos como "controladores de HIV", estes pacientes espontaneamente reduzem consideravelmente sua carga viral e mantém o controle do vírus a longo prazo, para níveis praticamente indetectáveis.

Assim, os pesquisadores se perguntaram se é possível transferir os mecanismos dos ' controladores de HIV' para outros pacientes. Contudo, o que o trabalho revela é que parece haver um outro grupo de pessoas, que os pesquisadores chamam de "controladores de elite", ou "controladores pós-tratamento", geneticamente distintos de controladores de HIV, cujos corpos ainda têm níveis detectáveis de HIV após anos de infecção, mas, quando o tratamento é retirado, estes níveis permanecem sob controle e não causam sintomas.

Desse modo, enquanto os ' controladores de elite' não são curados da mesma forma que os ' controladores de HIV' , eles são "funcionalmente curados" na medida em que ainda carregam uma quantidade quase imperceptível de HIV, mas não tanto quanto a quantidade que causa a doença.

Os pesquisadores sugerem que o início da terapia antirretroviral durante a fase primária da infecção pode ser a chave para essa cura funcional, pois parece reduzir os reservatórios virais, preservar as respostas imunes dos pacientes e protegê-los da ativação imune crônica.

Alguns dos 14 pacientes não apenas mantiveram suas cargas virais sob controle, mas também conseguiram reduzi-las.

Outro estudo recente mostrou a primeira vez que um bebê HIV positivo tratado logo após o nascimento foi funcionalmente curado. No momento da comunicação dos resultados, o bebê tinha 2,5 anos de idade e não mostrou nenhum sinal de vírus ativo.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Aids    HIV    Cura funcional    Tratamento antirretroviral    Institut Pasteur    Asier Sáez-Cirión   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Aids    HIV    cura funcional    tratamento antirretroviral    Institut Pasteur    Asier Sáez-Cirión   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.