Saúde Pública
publicado em 06/03/2013 às 21h30:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

O Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde divulgou, nesta terça-feira (5), uma nota com comentários a respeito do caso de cura funcional do HIV em uma criança, nos EUA. Segundo a nota, o Ministério acompanhará os desdobramentos do caso, na esperança de que a cura funcional se torne um fato, mas reforça a necessidade da prevenção, já que a aids ainda não tem cura.

Pesquisadores dos Estados Unidos apresentaram o primeiro caso documentado de " cura funcional" de uma criança infectada pelo HIV. A menina em questão, que mantém o HIV sob controle, recebeu antirretrovirais menos de 30 horas após seu nascimento. Durante a gestação, a mãe não foi tratada contra a aids. Saiba mais aqui.

Confira na íntegra a nota do departamento

O Ministério da Saúde acompanha as inovações tecnológicas no campo do tratamento de HIV e aids no mundo, buscando incorporá-las assim que existam evidências científicas que apoiem a sua utilização. Os resultados do estudo da "cura funcional" do bebê americano, recentemente divulgado pela imprensa, ainda não estão publicados com a totalidade das informações científicas necessárias, impedindo uma avaliação sobre a sua introdução no sistema de saúde, nesse momento.

O Ministério da Saúde acompanhará os desdobramentos do caso, com a perspectiva de que a "cura funcional" se torne um fato e, o que irá trazer esperança para as pessoas que hoje vivem com a Aids. Até lá, a Aids continua a ser considerada uma doença sem cura, o que exige um permanente esforço de prevenção para evitar a transmissão e o surgimento de novos casos.

No Brasil, todas as medidas para a prevenção da transmissão vertical do HIV são oferecidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Assim como em outros países, o Brasil adota política que oferece a realização do teste anti-HIV às gestantes no pré-natal. Em caso de diagnóstico positivo, a gestante passa a ser acompanhada por um Serviço de Atenção Especializada em HIV/aids (SAE) e, no momento do parto, é encaminhada para uma maternidade de referência do SUS, especializada neste tipo de atendimento.

Por meio desta política, o país reduziu a taxa de transmissão do HIV de mãe para filho durante a gravidez de 30% para menos de 1%.

Além disso, no SUS, todos os recém-nascidos (menos de um mês de vida) expostos à doença - filhos de pais soropositivos - recebem tratamento, chamado de profilaxia primária. Neste tratamento, a carga viral fica indetectável. Completado um mês de vida, o bebê é submetido a exame para detectar anticorpos do HIV. Caso o resultado seja positivo, é iniciado o esquema terapêutico.

Fonte: AGENCIA AIDS
   Palavras-chave:   "cura funcional" do HIV    Aids    Ministério da Saúde    MS   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
"cura funcional" do HIV    Aids    Ministério da Saúde    MS   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.