Saúde Pública
publicado em 05/03/2013 às 19h35:00
   Dê o seu voto:

Lixo representa quase metade dos criadouros do mosquito da dengue no PR

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: SES/PR
Lixo e resíduo sólido são responsáveis por 45% dos criadouros do Aedes aegypti encontrados em 2012 no Paraná
  « Anterior
Próxima »  
Lixo e resíduo sólido são responsáveis por 45% dos criadouros do Aedes aegypti encontrados em 2012 no Paraná

No estado do Paraná, 45% dos criadouros do Aedes aegypti encontrados em 2012 era considerado lixo ou outro tipo de resíduo sólido. A maioria é reciclável, como recipientes plásticos, garrafas e latas. Os dados foram levantados pela Secretaria Estadual de Saúde, que reforçou a necessidade de campanhas para estimular a separação adequada do lixo pelos moradores nos municípios.

A pesquisa apontou que os vasos e pratos de plantas, bebedouros de animais e outros depósitos móveis correspondiam a 21% do total de criadouros em 2012. " Eventualmente o mosquito deposita seus ovos nestes locais. O importante é evitar o acúmulo de água que facilita o ciclo de desenvolvimento do Aedes aegypti" , disse o superintendente de Vigilância em Saúde, Sezifredo Paz.

Segundo informou a Secretaria de Saúde, com as chuvas diárias que vem ocorrendo em algumas regiões do estado, o número de criadouros do mosquito tendem a aumentar se não houver um cuidado constante com a limpeza de quintais, lajes e calhas.

Nestes primeiros meses de 2013 o Paraná já registra 95 municípios com índices de infestação superiores a 4%, o que significa que a cada 100 residências visitadas, ao menos quatro tinham larvas do mosquito.

O boletim da dengue desta semana informa a ocorrência 7.388 casos da doença no Paraná desde agosto de 2012. Neste período foram contabilizados 33 casos graves de dengue e seis mortes. Ao todo, 126 municípios já apresentaram casos autóctones de dengue, sendo Paranavaí (1.876), Peabiru (982), São Carlos do Ivaí (723), Fênix (312), Maringá (303) e Campo Mourão (249), os que concentram o maior número de casos.

Segundo a Sala de Situação da Dengue, também subiu para 20 o número de cidades em situação epidêmica, ou seja, com incidência superior a 300 casos para cada 100 mil habitantes. São eles: São Carlos do Ivaí, Peabiru, Fênix, Japurá, Paranavaí, Santa Fé, Quinta do Sol, Terra Rica, Tamboara, Primeiro de Maio, São João do Caiuá, Formosa do Oeste, Engenheiro Beltrão, Ivatuba, Santa Mônica, Inajá, Nova Santa Rosa, Alto Paraná, Itaúna do Sul e Mirador.

Com informações da SES

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Dengue    Aedes aegypti    Lixo    Paraná   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia: Lixo representa quase metade dos criadouros do mosquito da dengue no PR
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria: Lixo representa quase metade dos criadouros do mosquito da dengue no PR


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
dengue    Aedes aegypti    lixo    Paraná   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.