Geral
publicado em 03/03/2013 às 13h00:00
   Dê o seu voto:

Passar 12 horas jogando videogame teve mais impacto sobre habilidade de leitura do que tratamentos tradicionais

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Gemenacom/Foto Stock
Estudo mostrou que 12 horas jogando video game ajudou a melhorar habilidades de leitura do que normalmente é conseguido em um ano
  « Anterior
Próxima »  
Estudo mostrou que 12 horas jogando video game ajudou a melhorar habilidades de leitura do que normalmente é conseguido em um ano

Videogames de ação aumentam a capacidade de leitura de crianças com dislexia. É o que revela estudo de pesquisadores da University of Padua, na Itália.

Os resultados mostram que 12 horas jogando videogame teve mais impacto sobre as habilidades de leitura do que normalmente é conseguido com um ano de desenvolvimento da leitura espontânea ou tratamentos de leitura tradicionais.

"Videogames de ação melhoram muitos aspectos da atenção visual, principalmente melhoram a extração de informações a partir do ambiente. As crianças disléxicas aprenderam a se orientar e concentrar sua atenção de forma mais eficiente para extrair as informações relevantes de uma palavra escrita mais rapidamente", afirma o pesquisador Andrea Facoetti.

Os resultados vêm como mais apoio para a ideia de que déficits de atenção visuais estão na raiz da dislexia, uma condição que torna a leitura extremamente difícil para uma em cada dez crianças. Ele enfatizou que não há, até agora, nenhum tratamento aprovado para a dislexia, que inclua videogames.

Facoetti e seus colegas testaram a leitura, fonologia e habilidades de atenção de dois grupos de crianças com dislexia, antes e depois de jogaram videogames de ação ou videogames de não ação por nove sessões de 80 minutos.

Os resultados mostraram que aqueles que jogaram videogames de ação eram capazes de ler mais rápido, sem perder a precisão. Eles também mostraram ganhos em outros testes de atenção.

"Estes resultados são muito importantes para entender os mecanismos cerebrais subjacentes à dislexia, mas eles não nos colocar em posição de recomendar videogames, sem qualquer controle ou supervisão", destaca Facoetti.

Ainda assim, ele ressalta que ainda há uma grande esperança de intervenções precoces que poderiam ser aplicadas com poucos recursos. "Nosso estudo abre caminho para novos programas de remediação, com base em resultados científicos, que pode reduzir os sintomas da dislexia e até mesmo impedir a dislexia quando aplicada a crianças em situação de risco para a condição, antes de aprender a ler", conclui o pesquisador.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Dislexia    Videogames    Videogames de ação    Leitura    Atenção    University of Padua    Andrea Facoetti   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Dislexia    videogames    videogames de ação    leitura    atenção    University of Padua    Andrea Facoetti   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.