Geral
publicado em 01/03/2013 às 18h40:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Reprodução: UFHealthScience
Foto: UFHealthScience
Lilibeth Salvador durante o processo de pesquisa em laboratório Professor Hendrik Luesch e Lilibeth Salvador que isolaram um composto marinho que pode melhorar o tratamento de pessoas com doenças pulmonares.
  « Anterior
Próxima »  
Lilibeth Salvador durante o processo de pesquisa em laboratório
Professor Hendrik Luesch e Lilibeth Salvador que isolaram um composto marinho que pode melhorar o tratamento de pessoas com doenças pulmonares.

Pesquisadores da Universidade da Flórida, nos EUA, isolaram um novo composto marinho que pode levar a melhores terapias medicamentosas para doenças pulmonares.

Conhecido como symplostatin 5, o composto foi extraído de algas azuis-verdes. O composto tem como alvo uma enzima hiperativa na doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), asma, síndrome do desconforto respiratório agudo, fibrose cística e outras doenças.

"Esses compostos podem potencialmente oferecer uma nova oportunidade para tratar doenças relacionadas com DPOC e de uma maneira diferente e possivelmente mais eficaz", afirma o líder da pesquisa Hendrik Luesch.

As terapias atuais aliviam os sintomas de DPOC, mas não retardam a progressão da doença. Apenas um medicamento, Sivelestat, tem como alvo a enzima, chamada elastase, mas ainda não recebeu mais aprovações clínicas.

A elastase é uma enzima que degrada uma série de proteínas. Na DPOC, em que há excesso de atividade da enzima, isto contribui em parte para a lesão pulmonar e inflamação. Os efeitos da elastase sobre estes processos contribuem para a destruição irreversível de tecidos do pulmão, tipicamente observadas em pacientes com a condição respiratória.

Agora, os pesquisadores descobriram que algas azuis-verdes impediram mudanças guiadas pela elastase nas células do tecido conjuntivo dos brônquios.

"Ao inibir essa enzima, bloqueamos um dos jogadores-chave no início da DPOC. Então, nós impedimos a bola de ser retransmitida para outros jogadores envolvidos na progressão da doença", conclui a pesquisadora Lilibeth Salvador.

UFHealthScience
Composto marinho retarda progressão de doenças pulmonares

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Doença pulmonar    Composto marinho    DPOC    Asma    Symplostatin 5    Universidade da Flórida    Hendrik Luesch   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Doença pulmonar    composto marinho    DPOC    asma    symplostatin 5    Universidade da Flórida    Hendrik Luesch   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.