Saúde Pública
publicado em 28/02/2013 às 10h06:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: McGill University
Dra. Nitika Pant Pai (a esq.), líder da pesquisa
  « Anterior
Próxima »  
Dra. Nitika Pant Pai (a esq.), líder da pesquisa

Equipe internacional de pesquisadores liderada por cientistas do Instituto de Pesquisa da McGill University Health Centre (RI-MUHC), em Montreal (Canada), demonstrou que testes rápidos e teste no ponto de cuidado (POC) para sífilis são tão precisos quanto os testes de laboratório convencionais. Os resultados apontam para uma grande mudança na abordagem dos testes para sífilis e recomendam a substituição dos testes de laboratório de primeira linha pelos testes POC globalmente, especialmente em locais de recursos limitados.

Segundo o responsável pelo estudo, Nitika Pant Pai, "o levantamento é o primeiro a usar análises sofisticadas para explorar a precisão dos testes POC em comparação com os melhores padrões de referência."

Os testes atuais utilizados para detectar a sífilis podem levar até três semanas para apresentar os resultados. Estes testes requerem agentes químicos, pessoal treinado e um fornecimento contínuo de energia elétrica, que não estão facilmente disponíveis em algumas partes do mundo. Os testes rápidos e POC podem ser realizados em um dedo do paciente com resultados disponíveis em 20 minutos.

"Nosso estudo tem importantes implicações em todo o mundo para as populações que vivem em áreas rurais, com acesso limitado a cuidados de saúde. Esses testes oferecem o potencial para para realização de triagens de primeira linha em ambientes onde as pessoas têm dificuldade de acesso a um atendimento médico ou onde os laboratórios levam mais de uma semana para entregar resultados," completa o pesquisador.

Hoje, cerca 50 milhões de pessoas no mundo estão sendo tratados de sífilis e cerca de 12 milhões de novos casos são diagnosticados a cada ano. No entanto, quase 90% dos infectados não sabem que tem a doença. O Center for Disease Control (CDC) dos EUA, muitas vezes refere-se a sífilis como o "grande imitador", porque muitos de seus sintomas são semelhantes aos de outras doenças.

Veja o artigo completo na PLoS ONE

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
testes rápidos    teste no ponto de cuidado    ponto de cuidado    POS    sífilis    Instituto de Pesquisa da Universidade McGill    McGill University    Pant Nitika Pai   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.