Saúde Pública
publicado em 22/02/2013 às 12h11:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: USP Imagens
Brasil é o maior exportador de carne de frango do mundo. Produção em 2011 chegou aos 13 milhões de toneladas
  « Anterior
Próxima »  
Brasil é o maior exportador de carne de frango do mundo. Produção em 2011 chegou aos 13 milhões de toneladas

A preocupação com a infecção em seres humanos e o prejuízo econômico na avicultura causado pela bactéria salmonela, com o alastramento do tifo aviário, estimularam a pesquisa do professor da Unesp de Jaboticabal, o veterinário Ângelo Berchieri Junior, na produção de uma vacina para combater a doença. No Brasil, o problema já atinge oito estados considerados destaques em avicultura, encarecendo custos de produção.

O trabalho do pesquisador fornece importante ferramenta para diminuir as perdas de produtores, reduzir custos e trazer mais segurança em saúde pública, uma vez que para controlar o tifo aviário os produtores importam o medicamento. O resultado da pesquisa de Berchieri foi obtido a partir de uma modificação genética da própria bactéria.

A vacina é o primeiro estudo nacional já testado em aves que utiliza bactérias vivas e pode combater duas variedades de salmonela, isoladas entre os mais de 2.500 tipos, onde cerca 90 são responsáveis por infecção em seres humanos e animais: a Salmonella Gallinarum, que é a causadora do tifo aviário, e a Salmonella Enteritidis, que ataca o ser humano e é considerada como problema de saúde pública.

O veterinário José Roberto Bottura, diretor técnico da Associação Paulista de Avicultores, explica que a Salmonella Enteritidis não necessariamente mata as aves que contamina. " O risco é que ela seja transmitida para outros produtos, como o frango de corte ou o ovo, e depois chegue ao ser humano" .

Geralmente, os estudos são feitos usando bactérias mortas. Elas são tratadas com óleo para ficarem mais tempo no organismo, e assim estimularem o sistema imunológico por um período maior. " Mas as bactérias vivas são melhores, pois se multiplicam no trato animal e provocam uma resposta imune muito maior. O fato de estarem vivas torna a vacina mais eficiente" , diz Bottura.

Na produção da vacina do pesquisador da Uneso, as bactérias são submetidas a um processo de atenuação que impede que elas transmitam a doença. Isso é feito através de manipulação genética. Primeiro, através do método de PCR (Reação em Cadeia da Polimerase), os pesquisadores conseguem partir o DNA do micro-organismo. Depois retiram os genes responsáveis por ativar a produção da proteína cobalamina, também conhecida como vitamina B12.

Sem esse gene, a bactéria não consegue se desenvolver suficientemente no animal para que a doença se manifeste. Obtém-se, assim, uma versão atenuada dos micro-organismos. Berchieri esclarece que essa atenuação só ocorreu para o caso da Salmonella Gallinarum. " A Salmonella Enteritidis ficou até mais agressiva com a alteração."

No entanto, a resposta imunológica suscitada no organismo das aves impede desenvolvimento da Enteritidis, o que afasta a possibilidade de transmissão a seres humanos, garantindo dessa forma, o potencial para imunizar aves contra dois dos tipos mais comuns de salmonelose.

Com informações da Unesp

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
salmonela    salmonelose    avicultura    tifo aviário    Ângelo Berchieri Junior    Salmonella Gallinarum    Salmonella Enteritidis    Unesp    saúde pública   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.