Saúde Pública
publicado em 19/02/2013 às 13h31:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Marcelo Camargo/ABr
Estimativas do Ministério do Turismo apontam que mais de 7 milhões de brasileiros viajaram para o exterior em 2011
  « Anterior
Próxima »  
Estimativas do Ministério do Turismo apontam que mais de 7 milhões de brasileiros viajaram para o exterior em 2011

Devido ao aumento do número de brasileiros que se descolam para o exterior, independente da época do ano, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) emitiu um alerta sobre a importância do Certificado Internacional de Vacinação de Profilaxia (CIVP).

Segundo a Agência, o crescente número de viagens internacionais tem preocupado as autoridades de vigilância em saúde. Estimativas mais recentes do Ministério do Turismo apontam que mais de 7 milhões de brasileiros viajaram para o exterior em 2011, o dobro registrado em 2005.

Assim como o visto internacional, o CIVP é um documento obrigatório para a entrada em países como a Austrália, África do Sul, Arábia Saudita, China, Panamá, entre outros. "Cabe lembrar que o certificado só tem validade se for emitido com no mínimo dez dias de antecedência da viagem, que é o tempo que a vacina contra febre amarela leva para fazer efeito", explica o diretor de Monitoramento e Controle da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), José Agenor Álvares.

Atualmente, o CIVP é emitido em 107 centros de orientação para a saúde do viajante espalhados por todos os estados do Brasil. Desse total, 63 são da Anvisa, 31 são públicos e 13 são privados.

Para orientar a população, a Anvisa desenvolve um trabalho em parceria com o Sindicato das Empresas Aéreas e com a Associação Brasileira das Agências de Viagens. "A ideia é que as agências de turismo e as próprias empresas aéreas informem o consumidor sobre a exigência do CIVP, no momento da compra dos pacotes e das passagens aéreas,", diz o diretor da Anvisa.

Para saber se o país para o qual o viajante está se deslocando exige o CIVP, a Anvisa dispõe de um sistema de orientação on line, o Sispafra. "O sistema apresenta os principais problemas de saúde da localidade de destino e medidas recomendadas para áreas afetadas por emergência de saúde pública de importância internacional", orienta Álvares.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Anvisa    Certificado Internacional de Vacinação de Profilaxia    CIVP    Ministério do Turismo    febre amarela   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.